sábado, 1 de janeiro de 2011

O PROBLEMA DE INTELIGÊNCIA DOS ATEUS




Segundo os novos estudos da inteligência e da educação, um dos estudiosos que tem se destacado nessa área é o psicólogo norte-americano da universidade de Harvard, Howard Gardner. Ele começou suas pesquisas a partir de uma perspectiva psicobiológica para analisar as capacidades cognitivas. Gardner começou analisar que algumas pessoas tinham inteligências específicas para algumas coisas e outras não tinham. Ele pode perceber que cada pessoa desenvolvia um tipo de inteligência para alguma área e, com isso, ele apresenta o cérebro humano composto de tipos de inteligência lógica-matemática, linguística-verbal, cinestésica-corporal, visuo-espacial, sonora-musical, Naturalista e “Intra e Interpessoal”[1].

Podemos perceber, segundo as teorias de Howard Gardner que os ateus sofrem de um problema de inteligência. Ao que parece, os ateus têm um problema sério de inteligência lógica-matemática e visio-espacial. Preciso deixar claro que quando falo problema da inteligência lógica-matemática, não estou afirmando que não existam bons matemáticos ou cientistas ateus, mas que esses têm uma dificuldade muito grande de perceber a lógica e noções matemáticas por si mesmo. Isto quer dizer que os ateus, quando são matemáticos ou existe alguma ciência que exija algum raciocínio matemático, eles somente usam o conhecimento estudado em um círculo fechado. Eles não têm capacidade, por exemplo, de perceber isso no universo, no dia a dia ou em um raciocínio fora de um círculo cognitivo estudado, como vou demonstrar nesse texto. Quando falo também do problema de inteligência lógica, afirmo que os ateus não têm a capacidade de formar silogismos coerentes sem uma contradição grotesca e infantil, como vou demonstrar também.

Talvez essa percepção que tenha levado Albert Einstein a criticar os ateus como relata Andrew Robson no seu excelente livro sobre Einstein que compilou textos de suas cartas e manuscritos, como também textos de Stephen Hawking, Arthur C. Clarkr, Philip Glass e outros:

“De fato, Einstein criticou ateus repetidamente e ponderou como ‘perante tamanha harmonia do cosmos existem pessoas que dizem que não há um Deus’”[2]

Quero deixar claro, antes, que embora esse texto parecer preconceituoso, estou mostrando nos argumentos porque ele não pode ser, pois estou mostrando e argumentando o motivo dessas conclusões. Se algum ateu ler esse texto, talvez ele não aceite ou não entenda exatamente porque sofra de inteligência lógico-matemática. No entanto, eu o convido para examinar e perceber algo fora do normal na sua epistemologia e na sua análise lógica do mundo e do cosmos, se puder. Pelo menos analisar de uma forma lógica correta.

O problema de inteligência do ateu não é percebido desde agora. Os escritores da Bíblia demonstram e ensinam o que podemos constatar: um ateu não tem inteligência suficiente para percepção lógica do cosmos e da natureza. Tanto o VT como o NT, escritos há muitos anos atrás, chegam a essa conclusão. Na verdade, o próprio Deus revela o problema do ateu.

O salmista Davi escreveu:

Salmos 14:1  Ao mestre de canto. Salmo de Davi Diz o insensato no seu coração: Não há Deus. Corrompem-se e praticam abominação; já não há quem faça o bem.
Essa conclusão foi tão forte que o salmista repetiu mais uma vez no Salmo 53.1, pois não é à toa que os escritores do VT repetem um princípio tão contundente.

O adjetivo hebraico נבל (nabal) que Davi usou traduzido pela RA como “insensato” é muito forte. Em várias passagens essa palavra hebraica é traduzida com o significado de “louco, idiota”. Ao que parece a loucura inclui uma impossibilidade de perceber o óbvio, como se pode notar em Dt 32.6-8 que Deus fala ao povo que eles não atentaram para os feitos do Senhor e como também em Is 32.4-6 que Deus diz que quando o rei reinar, o louco entenderá. Portanto, a palavra diz respeito a entendimento cognitivo.

No NT, Paulo não foi menos contundente. Ele escreveu em Romanos:

Romanos 1:20-22   Porque os atributos invisíveis de Deus, assim o seu eterno poder, como também a sua própria divindade, claramente se reconhecem, desde o princípio do mundo, sendo percebidos por meio das coisas que foram criadas. Tais homens são, por isso, indesculpáveis; porquanto, tendo conhecimento de Deus, não o glorificaram como Deus, nem lhe deram graças; antes, se tornaram nulos em seus próprios raciocínios, obscurecendo-se-lhes o coração insensato. Inculcando-se por sábios, tornaram-se loucos

Paulo tinha uma educação refinada e sabia sobre a filosofia grega e romana da época. Ele teve vários debates com filósofos e pessoas de todas as ideologias no seu tempo. No entanto, Paulo admite que o homem natural pode perfeitamente perceber o Criador através de suas obras. Paulo citou dois atributos, que pelo menos, esses homens naturais poderiam reconhecer do Criador: o seu poder e a sua divindade. Paulo afirma o meio que é através das coisas criadas. No entanto, para um ateu, toda a complexidade do cosmo e da vida não é o bastante para perceber que existe alguém divino e poderoso. Para Paulo, os atributos invisíveis do Criador devem ser percebidos pela criação, principalmente a sua divindade e o poder, pois como toda essa complexidade de sintonia fina, máquinas biológicas com funcionalidade e informação de alto nível podem ter vindo de processos randômicos? Somente na cabeça de um ateu, claro!

Paulo afirma que o raciocínio dessas pessoas se tornou nulo. Paulo usa a expressão αλλ᾽εματαιωθησαν εν τοις διαλογισμοις. Nessa expressão está a palavra no dativo διαλογισμος (dialogismos) que significa raciocínio, propósito, projeto. Ou seja, a palavra demonstra uma profunda inteligência em montar evidências e percepção através do raciocínio. Dessa palavra que vem a nossa palavra “diálogo”. Paulo afirma que essas pessoas passaram a ter um raciocínio vazio. O verbo grego εματαιωθησαν usado no aoristo do indicativo passivo significa “tornar vazio, nulo”. Paulo confirma o que os salmistas já disseram: alguém que nega as evidências de um Deus pessoal e poderoso tem um raciocínio vazio. Paulo não para por aí, mas ainda afirma que o coração dessas pessoas é insensato e obscuro (v.21). A palavra traduzida vem do adjetivo ασυνετος que é a junção de um prefixo α (partícula negativa) + συνετος (inteligente). Como se não bastasse, Paulo afirma que essas pessoas estão no escuro. Claro que Paulo sabia que todos estão mortos espiritualmente, mas ele fala especificamente às pessoas que negam a evidência do Criador na natureza, pois ele fala nos versos posteriores sobre os que conhecem a Lei.

Agora, vejamos algumas dessas evidências na prática:

1. O ateu e a sua dificuldade de percepção lógica do cosmos e da natureza

Como escrevi acima, o ateu não tem a inteligência que Gardner chama de lógico-matemática, pois eles não conseguem perceber isso por si mesmo na natureza.

Para percebermos isso, precisamos voltar ao século XVIII com um dos grandes filósofos e teólogos da época, William Paley. Paley escreveu dois livros que influenciaram a sua época de uma forma fenomenal: Evidences of the Christianity e Natural Theology. Sua influência foi tão grande que alcançou o próprio Darwin, pois estudou divindade em Cambridge. Vários estudiosos percebem no seu livro “A Origem das Espécies” uma tentativa de refutar o que ele sabia de William Paley, pois era muito lido na sua época e principalmente nos seus estudos de divindade.

Paley ficou conhecido com a sua descrição no seu livro Natural Theology de um relógio achado num matagal. Ele escreve que se estivesse numa floresta e de repente topasse com o pé numa pedra, jamais ele questionaria como ela chegou ali. No entanto, se ele topasse em um relógio seria totalmente diferente. Ele escreveu:

Por que não é admissível no segundo caso como foi no primeiro? Por esta razão e mais nenhuma outra: quando nós vamos examinar o relógio, nós percebemos (o que nós não notamos na pedra) que suas partes principais são ajustadas e postas juntas para um propósito. Elas são tão justas e adaptadas para produzir movimento e que o movimento são regulados para apontar a hora do dia que se as várias partes tivessem sido formadas de uma forma diferente do que elas são, como tamanho diferente ou colocadas de alguma outra maneira ou em alguma outra ordem que estão colocados, então, nenhum movimento teria sido feito na máquina ou nada que fizesse jus ao uso desse objeto... [3]

O que Paley tenta mostrar é que alguém que tenha uma mínima inteligência jamais iria dizer que aquele relógio veio parar ali por um acaso ou tenha vindo por processos evolutivos. O mais interessante é que quando Paley escreveu o seu livro, a célula era apenas uma protoplasma e o DNA era ainda pouco conhecido, não havia microscópios eletrônicos nem a nanotecnologia que temos nos nossos dias.

Para Paley, a inteligência exige que se reconheça que tenha um relojoeiro por trás daquele relógio. Embora que se entenda que se pode não conhecer quem seja esse relojoeiro.

A comparação da complexidade do cosmo e da vida com um relógio é completamente viável porque existe no cosmo o que os cientistas chamam de sintonia fina, um sincronismo perfeito entre leis físicas e biológicas, pois o sol não poderia ter um tamanho menor nem maior, caso contrário não haveria vida, nem uma distância entre a terra maior ou menor para que tivesse água líquida. Da mesma forma a lua precisaria ser do tamanho certo, na distância certa; a terra precisaria estar em um lugar estratégico da Via Láctea para que a vida fosse viável por causa da radiação. A inclinação da terra precisaria estar numa posição exata, caso contrário, os verões seriam quentes demais e os invernos frios demais para a vida na terra; a terra tem o tamanho exato para segurar os gases que sustentam a vida como o oxigênio e dióxido de carbono, ao contrário dos outros planetas. Conforme os cientistas, 99% do universo é composto de hidrogênio e hélio, mas a terra é diferente, pois é feita de elementos mais pesados que podem formar elementos essenciais à vida e temos um campo magnético que nos previne de radiações nocivas. Além de um sincronismo perfeito na órbita dos planetas que giram formando um equilíbrio perfeito.

Na natureza existe o que os matemáticos chamam de Sequência de Fibonacci. Essa sequência foi descoberta por Leonardo Pisano conhecido por Fibonacci por volta dos anos 1200 a.C. Ele descobriu uma sequência de números somando os dois números anteriores. Com esse padrão de números, pode-se fazer o chamado “retângulo de ouro”. Esse retângulo forma vários outros retângulos no seu interior formando uma espiral quando é dividido com um arco sendo conhecida por “espiral de Fibonacci”. Essa espiral é encontrada no corpo humano, nos girassois, ramos de árvores, estrelas do mar, pétalas de flores, conchas, no abacaxi e nas galáxias. Todas essas coisas na natureza podem ser determinadas nos pontos do diagrama matemático 1-1-2-3-5-8-13-21. Essa sequência demonstra como prova matemática que existe um Designer por trás ou um ser muito inteligente por trás do universo, levando até alguns a chamarem de “digitais do Criador”.

Quando se observa a vida, dá-nos razão de ficarmos mais impressionados, isto é, quem tem inteligência lógico-matemática, porque existem verdadeiras máquinas biológicas com estruturas iguais a um motor rotatório de popa, como por exemplo: o flagelo bacteriano e o complexo proteico do ATP. O DNA comporta dentro de si informação de alto nível e um código que é guardado, aplicado e decifrado. Tudo isso feito com precisão e funcionalidade específica fantástica. É o que Michael Behe chama de “Complexidade Irredutível” no seu livro “A Caixa Preta de Darwin”.

Mesmo assim, os ateus não conseguem perceber isso, por incrível que pareça. Para eles toda essa precisão, complexidade não pode ter vindo de uma mente inteligente. Eles não conseguem perceber o óbvio. Realmente não são inteligentes o bastante para perceber na natureza sinais de inteligência devido a sua falta de percepção lógica na natureza.

Os ateus se desculpam em dizer que os teístas colocam Deus nas lacunas que não têm explicação, mas Deus é colocado exatamente nos lugares que não têm lacunas, pois conclui-se devido às várias evidências de inteligência. Quando dizemos que somente Deus poderia ter criado o sistema solar, não viemos das lacunas para Deus, mas viemos das evidências que a mente nos demonstra que somente um projetista inteligente poderia ter feito e calculado com precisão leis, teoremas, informação e sequências na natureza que jamais se poderia ter ao acaso.

No entanto, os ateus colocam “o tempo” e a “ciência” nessas lacunas. Eles, sim, partem das lacunas, pois o que eles não sabem, eles afirmam que se explica dando muito tempo à natureza ou que a ciência um dia vai explicar isso ou aquilo. Porém, concluir que algo foi fruto de uma criação é apenas uma conclusão lógica e não coloca fora a ciência, mas ao contrário, evoca-a para demonstrar as maravilhas do Criador. Por exemplo, usando o a ilustração de William Paley: se eu encontro um relógio na lua, devo, imediatamente, concluir que teve alguém inteligente naquele lugar. As pesquisas, apenas vão clarear mais essa hipótese lógica principal. As pesquisas naquele relógio nos laboratórios da NASA não serão para descartar se havia ou não um ser inteligente, mas para clarear mais como foi parar ali e as circunstâncias do local para que aquele relógio estivesse ali. Portanto, a desculpa da lacuna é mais um motivo de falta de inteligência.

2. O ateu e sua dificuldade de percepção teórica e filosófica

Não tem algo mais engraçado quando vemos um debate entre um ateu e um teísta. A maior parte do tempo do teísta é tentando mostrar ao ateu as características de inteligência. Vi um debate entre um teísta e um ateu que o teísta parecia uma professora de jardim de infância ensinando a crianças quando devemos perceber características de inteligência ou não. Por isso, vários assuntos são necessários serem explicados nos debates devido à barreira de inteligência dos ateus. Evoca-se conceito de teoria da informação, têm-se que explicar lógica, entrar em conceito de teoria e evidência. E quando o ateu com essa inteligência pensa que sabe Bíblia, aí a coisa piora, pois precisa-se ensinar sobre hermenêutica, línguas originais, lembrar sobre arqueologia, manuscritos antigos e lembrar o que leva um pressuposto de cada pessoa quando se chega à Bíblia.

Mais grave ainda é quando estudantes de ensino médio que entram em contato pela internet com ateus em comunidades do Orkut e passam a ter os chavões decorados sem nem ao menos questionar. Esses só muita paciência para debater, pois a ignorância misturada com a falta de inteligência vai a extremos de paciência.

Um dos ateus que demonstrou esse problema foi o prêmio Nobel José Saramago. Ateu declarado, Saramago era do tipo de ateu que questionava Deus na própria Bíblia. Os seus dois livros: “O Evangelho segundo Jesus Cristo” e “Caim” demonstram isso. No primeiro, ele afirma que Jesus teve um caso com Maria Madalena. No último, ele critica Deus e culpa-o pelo o que ocorreu com Caim. Porém, vê-se erro gravíssimo de Hermenêutica no contexto imediato da passagem, como por exemplo, Saramago afirma que Deus não deu atenção a Caim, mas se lermos no contexto podemos perceber que Deus chama Caim para alertá-lo do possível crime. O impressionante disso é que ele usa como referencial a própria Bíblia ou absolutamente nada para provar como no caso do relacionamento de Jesus com Maria Madalena. O que poderíamos chamar isso? Um profundo problema de percepção teórica e filosófica porque ele usou como base o que ele não acredita.

Sim, ele usou como base porque ele demonstrou que Deus era o culpado da situação de Caim. Para isso, no mínimo, ele teria que ter em mente que a história tem algum fundamento. Se não, ele entraria num absurdo na sua argumentação.

Para ilustrar melhor o que José Saramago fez, imaginemos que eu tente mostrar que o Lobo Mau da historinha do Chapeuzinho Vermelho não existe e fique indignado porque ele comeu a vovozinha e diga que o lobo mau deveria ter ajudado a vovozinha ao invés de comê-la e faça um livro dizendo que o Lobo Mau é um covarde, xingando-o e responsabilizando-o pela vovozinha. É óbvio que, para quem tem uma percepção inteligente, ninguém vai nem entrar nesse detalhe, exceto um lunático, pois todos sabem que o Lobo Mau é uma ficção.

No caso de Saramago, ele toma as dores de Caim para ver incoerência no caráter de Deus, sendo que ele mesmo tem como base o texto que critica e a lei que o próprio Deus revelou, pois ele fala de “criancinhas inocentes”, para mostrar que Deus está errado e, por isso, não existe. Realmente, somente uma pessoa com uma baixa inteligência nesse aspecto para não perceber essa incoerência.

O ateu tem dificuldade de percepção filosófica sobre o começo de tudo. Os cientistas admitem um começo do tempo, espaço e do universo. No entanto, os ateus advogam que não podem aceitar como resposta Deus como causa última porque gera uma outra dificuldade: quem o criou. Por isso, eles chegam na conclusão que Deus não existe.

É impressionante como os ateus não percebem que essa argumentação é infantil. Isso se deve exatamente à baixa inteligência destes. É infantil porque para se saber a resposta de algo, não se precisa saber todas as respostas da resposta. Conforme William Craig a ciência deixaria de existir se levarmos em conta isso. Se alguém encontrar um pedaço de cerâmica desenhado com uma inscrição desconhecida, fica óbvio que pessoas inteligentes a fizeram. No entanto, não se precisa saber como eram exatamente os autores e como eles chegaram àquele lugar ou como aquela cerâmica chegou até ali para chegar a uma conclusão que aquela inscrição vem de alguém inteligente ou teve uma origem criada.

Existem muitas coisas que a ciência estuda e pesquisa sem saber a sua origem. Por exemplo: as pirâmides do Egito. Todos são de comum acordo que aquelas construções foram feitas por pessoas inteligentes. No entanto, não se sabe como levaram e construíram aquelas construções com tanta perfeição e como levaram aquelas pedras tão pesadas àquele deserto. Existem até pessoas que dizem que foram seres de outro planeta que as fizeram diante de tamanha precisão matemática e de planejamento. Não se precisa saber a origem de uma resposta que venha por uma conclusão lógica. Da mesma forma é Deus. Não se precisa saber se ele foi criado ou não para chegar a conclusão que um ser poderoso e divino está por trás de todo esse universo pelos argumentos escritos acima.

Deus é a causa última, pois é necessário um ser que esteja acima da criação e que não tenha uma explicação para ser Deus. Se Deus fosse criado, ele estaria dentro do padrão normal das criaturas e entraria num absurdo, pois não teria fim o questionamento. No entanto, se Deus não foi criado, ele está fora dos padrões normais da criação descansando a nossa mente em um começo de todas as coisas.

Para ilustrar melhor, todos sabem que os conjuntos numéricos são infinitos, imaginemos que sabemos o último número do conjunto dos números Reais. Se soubéssemos esse número, os números seriam finitos e o último número não seria mais um número infinito e superior. Porém, se não sabemos, o último número ainda é infinito e o começo e o fim de todos os números do conjunto dos números Reais passam a ser uma categoria diferente dos demais. Não é à toa que Jesus se denominou “o Alfa e o ômega”. Com isso, Jesus estava dizendo que era o primeiro número e o último número. As letras que representavam os números para os gregos levaram Jesus a afirmar, com isso, a sua infinitude e sua total diferença entre o Criador e a criação.

Outra dificuldade para o ateu é perceber que Deus está dentro de um círculo epistemológico que envolve todas as ciências e que não se pode comparar Deus com Papai Noel, duendes, o Elefante Cor de Rosa da Tampa vermelha e conforme a inteligência dos ateus inventa. Não se pode comparar porque nenhum desses personagens evoca ciência. Por exemplo, ninguém nunca escreveu: “Duende, um delírio”; “Papai Noel, uma invenção” como Dawkins escreveu o seu best Seller “Deus, um delírio”. Também, ninguém nunca foi chamado para debater em universidades sobre o “O Elefante Cor de Rosa da Tampa Vermelha”; nem esses personagens fizeram que cientistas com a importância de Einstein, Francis Collins afirmassem a sua viabilidade como eles afirmaram sobre Deus, embora que para ambos ele seja diferente.

Um ateu não consegue perceber isso porque ele não tem inteligência para tal coisa. Por isso, ele compara Deus com duendes, fadas e Papai Noel sem levar em conta esses detalhes porque ele não percebe o óbvio nem consegue concatenar com lógica matemática o mundo e os pensamentos que lhes cercam.

 3. O ateu e sua dificuldade de percepção sobre fé

É difícil um ateu perceber algo relacionado à fé. Ele relaciona fé somente à religião. Ele não concebe que todo ser humano tem aspectos de fé na sua epistemologia e cognoscibilidade. Por exemplo, os ateus que afirmam que não têm fé e não precisam dela, acreditam (isso mesmo, acreditam) em teorias ainda controversas e algumas até absurdas. A teoria do Big Bang e da Evolução como início de toda biodiversidade ainda é questionada por muitos cientistas. Inclusive, a própria teoria neo-darwinista é questionada por vários cientistas não cristãos como afirma o site www.dissentfromdarwin.org que dá uma lista de vários cientistas que assinam o seu ceticismo ao Darwinismo afirmando:

Nós somos céticos em relação às afirmações da capacidade de mutação randômica e seleção natural para explicar a complexidade da vida. Um exame cuidadoso das evidências a favor da teoria darwinista deve ser encorajada.[4]

Se as teorias do Big Bang e da evolução como início de tudo e da vida são vistas com ceticismo por alguns cientistas, o que resta aos ateus é somente fé que as evidências sejam verdades. Na verdade, fé todo cientista tem que ter. A fé é exatamente a capacidade de confiar em algo ou em alguém com base em algum fundamento e evidências. Por exemplo, todo cientista começa acreditando em algumas hipóteses dedutivas antes de analisar as evidências para que confirme ou não as suas hipóteses. Se as evidências não corroborarem a hipótese e o cientista for sincero e honesto, ele a abandona; se as evidências corroborarem a hipótese, ele segue adiante com a pesquisa.

Antes, os cientistas acreditavam que as proteínas eram responsáveis pelas informações nas células. No entanto, quando a dupla hélice do DNA foi descoberta por Watson e Crick, essa ideia se tornou obsoleta pois a estrutura do DNA foi estudada com mais profundidade e descobriu-se que toda a informação da vida está nele e não na proteína, chegando-se a conclusão que o DNA é responsável pela informação na célula. Assim, existem várias outras pesquisas que se chegou a conclusões diferentes quando no começo foi estudada. Isso é uma evidência que os cientistas precisam de fé.

A Bíblia dá o conceito de fé dessa forma, pois o autor aos hebreus ao conceituar a fé usa as duas palavras usadas para a racionalidade humana:

Hebrews 11:1  Ora, a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam e a prova das coisas que se não vêem. (RC)

O apóstolo usa as palavras ὑποστασις (hypostasis) que significa fundamento e ελεγχος (elenchos) que significa prova documentais. O apóstolo afirma que a fé é o fundamento das coisas que se esperam e a prova das coisas que se não veem. Isso quer dizer que a fé precisa de fundamento ὑποστασις e de evidência, provas ελεγχος.

A fé é a mesma para todos que a usam. A diferença é que o cristão coloca sua fé em Deus ou na Bíblia, o ateu ou o cientista coloca sua fé nas teorias ou nas suas hipóteses dedutivas. O ateu e o cético, com base nas evidências que eles aderem (que podem estar erradas ou não), acreditam que o universo veio do simples acaso e forças naturais. No entanto, é muito normal um ateu desconhecer ou não aceitar isso, pois é uma característica de sua inteligência afetada.

A fé precisa tanto de fundamentos que podemos escolher em quem confiar. Geralmente, confiamos em alguém quando vemos os fundamentos racionais para isso. Um exemplo de aplicação de fé é que quando alguém procura um médico especialista em determinada área específica, a pessoa examina as evidências de currículo, opiniões de pacientes ou da sociedade em geral para ser um paciente deste. Mesmo assim, vai exigir fé que aquele médico não está enganando com a sua formação ou se ele realmente sabe o que ele diz que sabe. A fé cristã é da mesma forma. A diferença é que ela é direcionada a um Deus pessoal ou à Bíblia, o ateu a direciona para suposições ou teorias com base em seus pressupostos naturalistas.

No entanto, a conclusão da existência de um Deus não vem de fé, mas de evidências observáveis e científicas. A fé entra quando aceitamos quem seja esse Deus e como ele criou todas as coisas com o poder de sua palavra, pois precisamos acreditar na Bíblia, porém, a conclusão que exista um Deus é tão racional como a conclusão que a Pedra Roseta foi escrita por uma mente inteligente.

Richard Dawkins em entrevista no filme “Expelled: no intelligence  allowed” faz afirmações que confirma tudo que tenho escrito e o que a Bíblia fala sobre os ateus. Dawkins reconhece que os estudos da Bioquímica e da Biologia molecular levam para um Designer de inteligência superior. Porém, ele aponta em um total ato de fé para seres de um outro lugar do universo. Ele afirmou:

Pode ser que se venha concluir da seguinte forma: pode ser que num dado momento, nos primórdios, algures, no Universo uma civilização tenha evoluído por algum processo darwinista até um elevado nível de tecnologia e tenha desenhado uma forma de vida que tenha semeado, talvez, nesse planeta. Agora, essa possibilidade é uma possibilidade intrigante e penso que é possível obter alguma evidência para isso se olharmos para os detalhes, detalhes da bioquímica, biologia molecular poderemos encontrar assinatura de alguma espécie de designer e que esse designer pode ser uma inteligência superior de um outro lugar do universo, mas essa inteligência superior teria ela própria de ter surgido por algum processo explicável em última instância [5]

Dawkins não deixa de reconhecer, de alguma forma, pelo menos, que os teístas estão corretos em concluir sobre um Designer diante das evidências da biologia molecular e da Bioquímica e confirma, com isso, que essa conclusão é perfeitamente lógica e verificável.

Portanto, Dawkins, nessa entrevista, confirma o seu problema de inteligência lógica, teórica e sobre a percepção de fé. Ele não consegue pensar que assim como um ser de outro planeta que ele não sabe como surgiu, Deus pode ser o autor de todo o universo e da vida que também não sabemos sobre o seu início. Ele também não percebeu que entrou em contradição aberta ao reconhecer a possibilidade de um designer na terra, mesmo que ele afirme que poderia ter vindo de um outro planeta. Sobre fé porque ele não percebeu que ele usa constantemente fé no mais alto nível, mas não admite isso.

Conclusão

Os ateus preferem anular aquilo que o homem tem de mais importante – a racionalidade. Os ateus pensam sobre coisas de uma forma fechada, apenas com conclusões que os levem a pensar dentro de uma cognoscibilidade enlatada. Quando se exige que eles pensem fora desse círculo, eles não conseguem.

O problema de inteligência dos ateus está relacionado à essas dificuldades principais: percepção lógica do cosmo e da natureza,  dificuldade de percepção teórica e filosófica e percepção sobre fé. Esses três níveis de percepção dificultam a possibilidade de reconhecer uma mente inteligente por trás do cosmo, mesmo que se tenham incontáveis argumentos.

Portanto, desejo que esse texto alcance aqueles que estejam perdendo o senso de percepção nessas áreas, pois muitos adolescentes e estudantes de universidades deixaram o bom senso pela afirmação mais insensata que um homem já disse: “Deus não existe”. Ou talvez os ateus recusem aceitar essas evidências apenas porque estão se resguardando por medo de esbarrarem diante de uma das conclusões básicas – Deus existe. Nesse caso, confirma mais ainda a dificuldade dos ateus de pensar.

[1] Para ver melhor essas teorias, vide: GARDNER, Howard. A teoria das inteligências múltiplas. Porto Alegre: Artmed, 1994.
[2] ANDREW, Robinson. Einstein: os 100 anos da Teoria da Relatividade. Rio de Janeiro: Elsevier, 2005, p. 186.
[3] PALEY, William. Natural Theology. Boston: Gould and Lincoln, 1852, p. 5-6.
[5] Richard Dawkins em entrevista no filme “Expelled: no intelligence  allowed” 

145 comentários:

  1. Gostei do seu texto. Mas em vários pontos, pela postura agressiva, ele dificilmente persuadirá os ateus convictos, apenas ofenderá. Serve, sim, para quem está em dúvida ou já é crédulo.

    Abraço.

    ResponderExcluir
  2. Não apareceu nenhum ateu pra comentar,que pena...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É, mas também não apareceu nenhum teísta com bons argumentos.

      Excluir
    2. Mas também não apareceu nenhum teísta com um bom argumento, que pena...

      Excluir
  3. Não foi minha intenção de ofendê-los, mas trazer uma verdade que por ser tão contundente dá a impressão de ofensa. Quando Jesus falou ao sumo-sacerdote, ele recebeu um tapa na boca sendo acusado de falar mal contra o sumo-sacerdote. No entanto, Jesus apenas falou uma verdade!

    Existem verdades que são tão contundentes que dão a impressão que são uma ofensa.

    Minha intenção não é persuadir os ateus. O problema deles não é falta de argumentos, mas é o que a Bíblia e o texto demonstram.

    Um abraço.

    ResponderExcluir
  4. tambem Gostei, mas tambem achei ofensivo.

    ResponderExcluir
  5. Anônimo,

    Sinto que o grande problema em achar que esse texto é ofensivo é pensar que eu estou chamando ateus de "burros". Não afirmei isso. Tanto que disse que existem bom cientistas e matemáticos ateus. Porém, o que defendi é que os ateus têm um problema sério de inteligência cognitiva de lógica e matemática em relação ao cosmos.

    ResponderExcluir
  6. Resp. 1

    Caro Cristiano,

    Li o seu texto e ele apenas confirma mais ainda que os ateus têm limitações na inteligência lógico-matemática, pois os argumentos são repetitivos e você não consegue perceber coisas óbvias que estavam escritas no meu texto. Não vou me debruçar diante de todo seu texto por achar que não vale a pena. Primeiro, porque algumas respostas estão no meu próprio texto; segundo, não respondo a refutações ridículas de sua própria característica – sem inteligência. Aconselho a reler o meu texto e estudar mais sobre os temas e argumentos apresentados nele.

    Vou responder somente a algumas coisas que achei mais inteligente e que não tenha resposta no meu texto escrito

    [[Textos religiosos não tem nível científico, textos religiosos querem que você siga a religião deles. Não vou debater religião pois não seria debater uma religião em detrimento de todas as outras, o fato de você seguir uma religião em particular é irrelevante para o caso em pauta.]]

    A base de meu pressuposto é a Bíblia. A Bíblia, apesar de não ser um livro científico, ela traz proposições científicas como o começo de tudo, origem da vida e do homem. Galileu, Newton, Kepler, Pascal basearam-se na Bíblia. Não existem nenhuma base para abandoná-la como pressuposto de um estudo científico. No entanto, dei a base bíblica para mostrar que ela está correta quando afirma que os ateus são “loucos e néscios”. Demonstrei na prática e agora com os seus argumentos.


    [[Falsa analogia: Relógios não procriam entre si, relógios não sofrem mutação ao se reproduzirem, relógios não sofrem seleção natural.
    Porque não estudar de onde veio a pedra? A pedra sofreu transformações geológicas ao longo de milhões de anos, a pedra teve uma história bem mais complexa que o relógio mas eu não vejo nenhum religioso falar que houve um [/quote]pedreiro[quote] para fazer as pedras.]]

    Sua inteligência está igualando uma pedra com um relógio?!! Isso demonstra mais ainda meu texto. Você não sabe nem percebeu que para haver mutação e seleção natural, o ser vivo precisa estar com todas as informações no DNA, órgãos complexos proteicos que são verdadeiras máquinas biológicas como o flagelo bacteriano e a molécula de ATP? Diferente de uma pedra que não existe complexidade, função específica nem utilidade. Sua inteligência não percebe isso? A seleção natural e mutações não têm como ter agido para a existência da primeira célula ou do primeiro ser vivo. Portanto, um relógio é comparado devido à sua complexidade e funções mínimas ou especificidade.

    No entanto, mesmo que uma pedra tenha tido transformações de alguns milhares de anos, comparar com um relógio é pura falta de inteligência, comprovando meu texto.

    ResponderExcluir
  7. Resp. 2


    [[Tudo é muito perfeito, tão sintonizado, eu não entendo como surgiu as coisas, logo Deus existe
    é uma falácia. É afirmar que é ignorante e que não quer aprender mais.]]

    Vou colocar o silogismo de uma forma mais simples para que entenda:

    1. Existe no universo perfeição, sintonia (física com a existência da vida), informação nos seres vivos
    2. A perfeição, sintonia, máquinas e informação são produtos de uma mente inteligente
    3. Logo, existe uma mente pessoal por trás do universo

    Não existe nenhuma falácia. Acerca do argumento que inclui Deus como lacuna, expliquei no meu texto. Não partimos de uma lacuna, mas de uma conclusão lógica como demonstrei nesse silogismo. Comprova meu texto quando falo do argumento das lacunas e da dificuldade de ateu perceber isso.

    [[Irrelevante, as chances são minusculas sim, mas o universo é gigantesco. Tampouco não se aplica probabilidade para o passado, qualquer cálculo de probabilidade jogada para o passado teria chances infimas de acontecer, por ex: Calcule as chances de cada grão de areia estar onde está em todas as praias do planeta. É uma chance infinitesimal, mas isso não desprova os grãos de areia. E isso é uma coisa que religiosos não entendem.]]

    Não se trata de argumento para o passado, mas do presente. A inclinação da terra precisa ter e sempre precisará ter uma inclinação exata para que haja a possibilidade da vida. Esse exemplo do grão de areia é completamente sem nexo e não responde em absoluto o problema da sintonia fina na inclinação da terra. Mesmo assim, além da possibilidade infinita de colocar uma probabilidade desse nível, os grãos precisam ter o tamanho necessário e precisam estar no lugar certo para haver vida também. Isso exige uma mente inteligente.

    [[O que é facilmente explicado pela Astrofisica.]]

    Explica não. Não estou falando da explicação DO QUE ACONTECE, mas COMO ISSO ACONTECEU, COMO DEU-SE O INÍCIO com provas dentro do rigor científico (incluindo observação). Sincronismo exige projeto e projeto exige uma mente inteligente. Sua inteligência que não percebe isso.

    ResponderExcluir
  8. [[Behe é um pseudo-cientista, passou vergonha quando depôs em julgamento e vários dos exemplos que ele cita como complexidade irredutivel não passaram no crivo científico.]]

    Até agora ninguém conseguiu refutar a complexidade irredutível do Dr. Behe. Os evolucionistas é que passam vergonha porque não conseguiram explicar como máquinas biológicas surgiram usando a seleção natural. O argumento que usaram foi desmascarado como falso.

    Ele é “pseudocientista” porque conseguiu demonstrar cientificamente que a teoria evolucionista é um fracasso total em explicar a vida e o seu desenvolvimento. É mais fácil denegrir a imagem quando se tem argumentos. O que acho grave é que viu ou ouviu isso de grupinhos de orkut, pois você é um “ateu de orkut” sem ao menos analisar ou ler algum artigo científico dele.

    [[Eu acredito que você queira dizer religiosa, como ateus não são religiosos e como boa parte da sua filosofia vem da Bíblia não me admira que você diga que ateus tenham problemas.]]

    Não, quis dizer filosofia mesmo. No entanto, você demonstra ignorante com respeito à filosofia também, pois Agostinho e Tomás de Aquino eram monges e são considerados filósofos e estudados como tal. A maioria de filósofos idealistas e racionalistas estudaram teologia, até o próprio Darwin. Você que não sabe isso.

    [[Não sabia que podia contar piada...]]

    Não é piada não. O que eu estou fazendo aqui é exatamente isso. Tentando mostrar a você características de inteligência, coisa que você não percebeu nem com um exemplo de um relógio.

    [[Opa, adoro essa... Conhece algorimos genéticos? Pois é, eu conheço... basicamente se vê que complexidade surge de coisas mais simples, mais caóticas.]]

    Você se chama de “simples”?!! Sim, pois para aplicar os algoritmos precisa-se de uma mente inteligência complexa. Não se começa pelo código, mas pela origem da informação que tem que ser uma mente inteligente. Você não consegue perceber isso, pois tem deficiência nisso.

    ResponderExcluir
  9. Resp. 4


    [[Em suma, Bíblia não serve para nada já que cada pessoa que lê chega a uma conclusão diferente.]]

    O problema não está no livro, mas nas interpretações. Assim como todo cientista e todo ateu também tem que ter pressupostos naturalistas e ateístas. Ela serve porque ainda existem pessoas que a estudam para interpretá-la bem como todo livro antigo.

    [[É raciocínio circular dizer que Deus precisa criar o universo... é jogar sujeira para baixo do tapete... você explica uma coisa natural com algo sobrenatural... da mesma forma eu posso dizer que o universo surgiu 5 minutos atrás com tudo em seu lugar e com todas as memória pré-criadas... é uma crença tão boa quanto a sua, e como toda crença não precisa de prova, apenas de fé e de lógicas deturpadas.]]

    Não é raciocínio circular porque parto de um silogismo válido como demonstrei acima. Uma conclusão lógica e irredutível aponta para uma mente inteligente como criador de todas as coisas. Não parto de fé, mas de evidências científicas como biológicas (máquinas biológicas) e física (sintonia fina).

    [[Segundo pesquisas, a média intelectual dos ateus está bem acima da média intelectual do religiosos, coisa que se pode evidenciar com base nos argumentos infantis e limitados apresentados até aqui.]]

    Quem falou isso e passou essa informação mentiu para você. Não existe um só gênio considerado na história que fosse ateu.

    Como um ateu pode ser considerado mais inteligente se tem dificuldade de percepção de coisas simples. Como um ateu pode ser considerado mais inteligente se afirma como você que um relógio é semelhante a uma pedra!!

    [[Einstein acreditava no deus de Spinoza, o deus de todas as coisas, um deus natural, até que faz sentido.
    Einstein desde cedo desacreditou nas histórias judaícas de concepção do mundo...]]

    Einstein acreditava em um ser, embora que não fosse segundo os conceitos judaico-cristãos, mas acreditava em um ser que era responsável pelas leis da física. Por isso afirmou: “Deus não joga dados”. Até aí se entende. No entanto, quando se afirma que não existe Deus nenhum, assina-se um diploma de falta de inteligência.

    ResponderExcluir
  10. Resp. 5

    [[São criaturas mitológicas que alguém um dia acreditou nelas.
    O exemplo que se dá: religiosos pedem que ateus desprovem a existência de Deus, coisa que é impossivel, não tem como provar que algo inexiste, e se dá como resposta: [quote]Prove que Papai Noel não existe[quote]. Acho que ninguém aqui acredita em Papai Noel, mas alguém aqui consegue provar que ele não existe?]]

    Podemos provar que Papai Noel não existe pela falta de evidências. Diferente de um Criador que existem evidências enormes e muito convincentes para quem tem inteligência, claro.

    [[Argh, péssimo exemplo, péssima fonte. A maioria dos supostas cientistas não são da área ou foram enganados na hora de assinar.
    Existe um projeto rival, o projeto Steve, onde todos os cientistas com nome similar a Steve (como Stephan) assinam uma lista dando suporte à Teoria da Evolução:
    http://ncse.com/taking-action/project-steve]]

    Precisa mentir e enganar para sair dessa dificuldade, não é? São cientistas e PhD’s de grandes universidades do mundo. No próprio site tem as suas universidades. Como alguém assinaria algo tão importante sem saber do que se tratava, se é o próprio cientista que entra no site e assina por conta própria?

    As duas listas demonstram que a TE é apenas uma teoria e que vários cientistas são céticos em relação a ela.

    [[O que é falso, por alguns motivos simples:
    1o, o universo está em expansão, e se algo se expande é porque já esteve "unido" um dia.
    2o, novas espécies surgem naturalmente. Temos extensa bibliografia sobre isso.]]

    Que o universo se expande, não tem problema; mas afirmar que todo o cosmo veio de um início que se chama “big bang” ao acaso é pura especulação e é necessário muita fé. Por isso que existe vários cientistas que não aceitam a teoria do Big Bang.

    Sobre que as espécies surgem naturalmente é bobagem, pois não é comprovado.

    [[Cientistas tem que partir de algum lugar, cientistas e a ciência em si são minimalistas, partem de um pressuposto mínimo, Teorias e hipoteses são abandonadas caso se provem falsas. Ciência aceita críticas construtivas.
    Religião parte do pressuposto que Deus criou tudo, religião lida com dogmas, com fé, com crenças milenares, não está aberta ao diálogo, não está aberta a mudanças a menos que sejam realmente necessárias, não gosta de críticas de tipo algum.]]

    Se aceita que as teorias são abandonadas e a ciência faz uso de hipóteses precisa aceitar que a ciência usa a fé – e muita fé, como expliquei no meu texto. No entanto, a conclusão que existe um Criador vem da lógica e das evidências científicas e não da religião em si.

    ResponderExcluir
  11. Dante, eu apaguei seu texto por acaso. Por isso tive que colocar por aqui mesmo.

    Um texto tão grande apenas para dizer "quem não concorda comigo sofre de deficit cognitivo".

    Pois bem, existem testes psicométricos os quais permitem mensurar as capacidades cognitivas das pessoas, inclusive adaptados à teoria das múltiplas inteligências. Pois bem, você dispõe de dados estatísticos correlacionando inteligência e inclinação religiosa? Você não apresentou sequer um em seu texto, o que faz deste mera verborragia pedante para fins de autoafirmação.

    A propósito, você cometeu uma baita falácia de petição de princípio. Utilizou premissas que apenas quem partilha da sua posição poderiam concordar, a fim de justificar sua própria posição.

    Sugiro que você estude um pouco de lógica e raciocínio crítico antes de falar sobre a capacidade cognitiva dos outros.

    ResponderExcluir
  12. Esse texto grande não foi somente para afirmar que eu não concordo com você, mas também para dizer que você não é inteligente e demonstrei isso de uma forma clara. Isto é, claro para quem tem inteligência.

    Você demonstra que escreveu sobre as inteligências sem conhecimento porque foi exatamente isso que demonstrei quando me baseei sobre as teorias de Gardner. As várias inteligências só podem ser conhecidas por testes, claro. No entanto, mostrei que vocês não passam no teste lógico-matemático com relação ao cosmos. São insensatos com relação ao conhecimento lógico no cosmos.

    O que demonstrei não foi falácia porque coloquei ambas as posições e demonstrei por que a dos ateus está errada e a deficiência na sua inteligência.

    Ou você queria que eu discordasse de mim mesmo?!! Claro que as minhas premissas teriam que ter a minha posição. Portanto, essa falácia citada é outra falácia, pois ela é apenas para despistar a falta de argumentos diante da conclusão gritante com relação à inteligência dos ateus.

    Gosto muito da lógica. É nela que me baseei para chegar à conclusão de sua inteligência – aconselho a não só estudar lógica, mas a ser inteligente e usá-la porque se você soubesse e tivesse lógica, não seria ateu como demonstrei.

    ResponderExcluir
  13. [[Esse texto grande não foi somente para afirmar que eu não concordo com você, mas também para dizer que você não é inteligente e demonstrei isso de uma forma clara. Isto é, claro para quem tem inteligência.

    Você demonstra que escreveu sobre as inteligências sem conhecimento porque foi exatamente isso que demonstrei quando me baseei sobre as teorias de Gardner. As várias inteligências só podem ser conhecidas por testes, claro. No entanto, mostrei que vocês não passam no teste lógico-matemático com relação ao cosmos. São insensatos com relação ao conhecimento lógico no cosmos.]]

    Lamento lhe informar, mas "o universo é muito complexo e ordenado, logo tem um criador" não é um raciocínio logicamente válido. Na melhor das hipóteses é uma expectativa subjetiva. Já o raciocínio "O universo é muito complexo e ordenado. Tudo o que é complexo e ordenado tem um criador. Logo o universo tem um criador." é válido. Contudo, a segunda premissa é muito controversa. Eu duvido dela e conheço vários teístas que também o fazem. De qualquer forma, esta premissa também não passa de uma expectativa subjetiva sua.

    Agora, se você tivesse a humildade de admitir que você acredita em Deus pelo simples fato de que, por alguma razão subjetiva, o mundo parece fazer mais sentido se deus existir, então eu sequer me daria ao trabalho de lhe criticar. Agora, se você diz que todos que não chegaram à mesma conclusão que você sofrem de algum deficit cognitivo, então temos um problema. Nem tanto por eu estar ofendido com sua arrogância, mais pelo fato de eu abominar mau uso da lógica e da ciência.


    [[O que demonstrei não foi falácia porque coloquei ambas as posições e demonstrei por que a dos ateus está errada e a deficiência na sua inteligência.]]

    Lamento, mas você não demonstrou coisa alguma além de que você mesmo sofre do deficit cognitivo dos quais você acusa os demais.

    Em primeiro lugar, você usa o argumento do relojoeiro (ordenação do cosmos e essa coisa toda). Basicamente este argumento depende da assunção de que estruturas ou sistemas complexos dependam de uma entidade inteligente que deliberadamente os crie e articule. A falsidade desta assunção é evidente para qualquer um que tenha um mínimo de conhecimento científico. Se você quer exemplos de sistemas auto-organizados, sugiro http://en.wikipedia.org/wiki/Self-organization .
    Aparentemente quem tem um deficit cognitivo aqui é você, que é incapaz de compreender como sistemas complexos podem emergir de condições iniciais simples.

    Em segundo lugar, qual o problema do Saramago criticar o que ele acredita ser um personagem fictício? Críticos de cinema e críticos literários fazem isto o tempo todo.
    Oras, é uma técnica retórica muito eficiente apontar inconsistências em um sistema de crenças e é justamente isto o que Saramago está fazendo. Você acredita que a justiça divina é infalível e também acredita em uma interpretação literal do Gênesis. Se Saramago aponta que Caim foi injustiçado por Deus, ele aponta uma inconsistência em suas crenças.

    Eu poderia continuar destrinchando cada parágrafo do seu texto. Mas já estou me sentindo uma professora de jardim de infância explicando para as crianças que não há duendes dentro da máquina de refrigerante.


    [[Gosto muito da lógica. É nela que me baseei para chegar à conclusão de sua inteligência – aconselho a não só estudar lógica, mas a ser inteligente e usá-la porque se você soubesse e tivesse lógica, não seria ateu como demonstrei.]]

    Eu estudo lógica faz 6 anos e não encontrei um único argumento válido no seu texto.

    ResponderExcluir
  14. Res a Dante - 1


    [[Lamento lhe informar, mas "o universo é muito complexo e ordenado, logo tem um criador" não é um raciocínio logicamente válido. Na melhor das hipóteses é uma expectativa subjetiva. Já o raciocínio "O universo é muito complexo e ordenado. Tudo o que é complexo e ordenado tem um criador. Logo o universo tem um criador." é válido. Contudo, a segunda premissa é muito controversa. Eu duvido dela e conheço vários teístas que também o fazem. De qualquer forma, esta premissa também não passa de uma expectativa subjetiva sua.]]

    Lamento lhe informar que o raciocínio que usou não foi o que eu usei, mas vou colocar para você e desenhar. Isso se deve às causas que dei no meu texto.

    Apesar de mostrar evidências complexas na natureza, estava por trás a premissa que todas as coisas complexas e que tenham informação precisam de uma mente inteligente. O que eu tentei demonstrar no meu texto do começo ao fim foi:

    1. O universo é ordenado, complexo e tem muita informação de alto nível.
    2. Tudo que é ordenado, complexo e tem informação exigem um criador
    3. Logo, existe um Criador

    Se você afirma que esse silogismo é falso, você demonstra que realmente não sabe lógica, como afirma que sabe e tem que provar porque está errado que será difícil. Precisa derrubar a premissa 2 e isso nunca poderá.

    Não existe subjetividade em raciocínios (mais um erro de sua parte que demonstra assim que não sabe filosofia). Existem, sim, falácias e que elas devem ser comprovadas como tais. No entanto, você entendeu errado as minhas premissas.

    Desse silogismo acima você não sai nem que você esperneie.

    Dizer que algo é resultado de inteligência não é subjetivida, mas objetividade. Isso acontece com várias ciências como a Arqueologia, astronomia e outras. Você escreveu isso porque tem pouca inteligência.

    Quando alguém vê ordem no universo, associa-se com o que se sabe sobre o que está por trás de algo com ordem, complexidade e muita informação. Era isso que estava por trás do meu raciocínio no texto e que é perfeitamente válido.

    Como falei, um ateu tem raciocínio falho em silogismos.

    [[Agora, se você tivesse a humildade de admitir que você acredita em Deus pelo simples fato de que, por alguma razão subjetiva, o mundo parece fazer mais sentido se deus existir, então eu sequer me daria ao trabalho de lhe criticar. Agora, se você diz que todos que não chegaram à mesma conclusão que você sofrem de algum deficit cognitivo, então temos um problema. Nem tanto por eu estar ofendido com sua arrogância, mais pelo fato de eu abominar mau uso da lógica e da ciência.]]

    Como falei, você tem um raciocínio lento porque o que demonstrei no meu texto do começo ao fim foi que a existência de Deus não vem de uma subjetividade, mas de evidências científicas como bioquímica, biologia, física e química. Se você afirma que isso é subjetividade, seu estudo de filosofia é igual à sua inteligência.

    Você afirma que eu faço mau uso da lógica, mas não conseguiu comprovar legitimamente isso. Primeiro, por errar nas minhas premissas; segundo, por estar enganado no que é subjetividade. Na verdade, eu diria que você não usa a lógica. Se usasse, teria vergonha de escrever esse argumento tão medíocre que me dão mais motivos de achar que os ateus são como descrevi no texto.

    ResponderExcluir
  15. Resp a Dante - 2

    [[Lamento, mas você não demonstrou coisa alguma além de que você mesmo sofre do deficit cognitivo dos quais você acusa os demais.

    Em primeiro lugar, você usa o argumento do relojoeiro (ordenação do cosmos e essa coisa toda). Basicamente este argumento depende da assunção de que estruturas ou sistemas complexos dependam de uma entidade inteligente que deliberadamente os crie e articule. A falsidade desta assunção é evidente para qualquer um que tenha um mínimo de conhecimento científico. Se você quer exemplos de sistemas auto-organizados, sugiro http://en.wikipedia.org/wiki/Self-organization .
    Aparentemente quem tem um deficit cognitivo aqui é você, que é incapaz de compreender como sistemas complexos podem emergir de condições iniciais simples.]]

    Sistemas complexos, ordenados, que tenham funções específicas e que carreguem informação depende de uma entidade inteligente. Se não confirma isso, você demonstra que é mais do que o texto afirma. No entanto, espero que saiba que somente inteligência pode gerar sistemas complexos, ordenados e que tenha informação. Se não sabe isso, aprenda. Isso é o que afirmei no texto. Sempre temos que entrar em conceitos de termos porque os ateus são lentos de saber sobre determinadas coisas.

    Não existe nenhum sistema complexo que tenha emergido de condições iniciais simples. Para haver sistemas complexos, ordenados e de muita informação como o DNA, precisa-se de uma mente inteligente. Ou você acha que o DNA é simples? No entanto, existe mais complexidade ainda sabendo que se precisa ter a origem da informação nele e isso só pode vir de uma mente inteligente.

    O que os cientistas do DI tentam comprovar é o contrário da sua fonte de estudo, a Wikipédia. Cientistas confirmam através de estudos do DNA, da bioquímica e química que sistemas complexos somente podem vir de uma mente inteligente. A Wikipédia apenas trás conceitos e que os cientistas do DI demonstram o contrário e conseguiram quando descobriram o motor flagelar e estudaram o DNA.

    [[Em segundo lugar, qual o problema do Saramago criticar o que ele acredita ser um personagem fictício? Críticos de cinema e críticos literários fazem isto o tempo todo.
    Oras, é uma técnica retórica muito eficiente apontar inconsistências em um sistema de crenças e é justamente isto o que Saramago está fazendo. Você acredita que a justiça divina é infalível e também acredita em uma interpretação literal do Gênesis. Se Saramago aponta que Caim foi injustiçado por Deus, ele aponta uma inconsistência em suas crenças.

    Eu poderia continuar destrinchando cada parágrafo do seu texto. Mas já estou me sentindo uma professora de jardim de infância explicando para as crianças que não há duendes dentro da máquina de refrigerante.]]

    Você não vê problema com os argumentos de Saramago porque a sua inteligência é do mesmo tipo da que descrevi. Você já viu alguém criticar o Saci-pererê? Escrever impropérios à mula sem cabeça? Se Saramago afirma que Deus não existe, por que ele o critica com base em sua própria revelação? Como ele diz impropérios a um Deus que ele não acredita?

    Exatamente a forma dele apontar as falhas do cristianismo que me faz criticar a inteligência de José Saramago, pois simplesmente ele tem que atacar a existência de Deus sem ao menos falar no seu caráter. Na verdade, o que Saramago fez foi uma defesa passional de que Deus era o culpado da morte de Caim e isso é completamente patético. É o exemplo que dei do Lobo Mau que você não entendeu. Se não entendeu o exemplo do Lobo Mau que dei no meu texto, não entende mais nenhum outro exemplo. Isso comprova que a sua inteligência é como descrevi lá.

    Você está se sentindo uma professora de jardim de infância e eu estou me sentindo falando para deficientes mentais, tolos, néscios como a Bíblia os chama.
    O problema de um ateu não é falta de argumentos, mas a falta de inteligência mesmo. Que pena!

    ResponderExcluir
  16. Resp a Dante - 3

    [[Eu estudo lógica faz 6 anos e não encontrei um único argumento válido no seu texto.]]

    Estou rindo de seus 6 anos de lógica. Imagine a sua lógica que não sabe discernir o que é subjetivo. Imagine a sua lógica sendo destruída e rasgada diante da verdade de um Criador e de um mundo criado por um Deus pessoal com fortes evidências na natureza e nas ciências.

    Amigo, você pode até ter estudado lógica, mas não a usou uma só vez no universo. Como falei, o ateu só usa o conhecimento dentro de um círculo fechado como exatamente você faz. Um ateu como você não tem inteligência para usar no cosmos e isso tem sido demonstrado cada vez mais.

    ResponderExcluir
  17. [[Apesar de mostrar evidências complexas na natureza, estava por trás a premissa que todas as coisas complexas e que tenham informação precisam de uma mente inteligente. O que eu tentei demonstrar no meu texto do começo ao fim foi:

    1. O universo é ordenado, complexo e tem muita informação de alto nível.
    2. Tudo que é ordenado, complexo e tem informação exigem um criador
    3. Logo, existe um Criador

    Se você afirma que esse silogismo é falso, você demonstra que realmente não sabe lógica, como afirma que sabe e tem que provar porque está errado que será difícil. Precisa derrubar a premissa 2 e isso nunca poderá.]]

    Este raciocínio não é inválido, mas a premissa #2 é falsa. Não apenas falsa, mas você mesmo não acredita nela. A propósito, você acredita que Deus seja desordenado, simples e não contenha informação? Em caso negativo, então segundo a sua premissa Deus foi criado por algum ser inteligente. Suponho que você não acredita exista uma regressão infinita de deuses criando uns aos outros. Neste caso, nem tudo que é ordenado, complexo e tem informação exige um criador.


    [[Não existe subjetividade em raciocínios]]

    Por isto mesmo. Como não há raciocínios válidos e corretos que justifiquem a premissa #2, ela só pode ter partido de uma tendência subjetiva sua de acreditar nela.

    [[mais um erro de sua parte que demonstra assim que não sabe filosofia.

    ...

    Você escreveu isso porque tem pouca inteligência.

    ...

    você tem um raciocínio lento]]

    É este tipo de gente grosseira, arrogante e preconceituosa que se passa por cristã hoje em dia?

    Cara, você não sabe coisa alguma sobre mim. Pois saiba que eu sou graduado em filosofia e faço mestrado na área de lógica. Você precisaria estudar anos para entender um décimo do que eu entendo sobre estes assuntos. Eu também pontuo muito acima da média em tudo o que é teste psicométrico que eu faço.

    ResponderExcluir
  18. [[Como falei, porque o que demonstrei no meu texto do começo ao fim foi que a existência de Deus não vem de uma subjetividade, mas de evidências científicas como bioquímica, biologia, física e química.]]

    Isto sequer é consenso entre cristãos. Cito o teólogo George Murphy:

    "Just as the son of God limited himself by taking human form and dying on the cross, God limits divine action in the world to be in accord with rational laws God has chosen. This enables us to understand the world on its own terms, but it also means that natural processes hide God from scientific observation."

    [[Se você afirma que isso é subjetividade, seu estudo de filosofia é igual à sua inteligência.]]

    É isto o que lhe resta? Ofensas?

    [[No entanto, espero que saiba que somente inteligência pode gerar sistemas complexos, ordenados e que tenha informação.]]

    Isto não é verdade e ficar repetindo ad nauseum não o tornará verdadeiro.


    [[Você já viu alguém criticar o Saci-pererê? Escrever impropérios à mula sem cabeça? Se Saramago afirma que Deus não existe, por que ele o critica com base em sua própria revelação? Como ele diz impropérios a um Deus que ele não acredita?]]

    Qual a parte de "Saramago mostrar que existe uma inconsistência na crença dos outros (não na dele)" você não entendeu?


    [[Estou rindo de seus 6 anos de lógica. Imagine a sua lógica que não sabe discernir o que é subjetivo. Imagine a sua lógica sendo destruída e rasgada diante da verdade de um Criador e de um mundo criado por um Deus pessoal com fortes evidências na natureza e nas ciências.]]

    Quem não sabe distinguir subjetivo de objetivo é você. Química estuda como a matéria se comporta, e a ideia de que o comportamento dela foi determinado por alguma inteligência em nada contribui para o entendimento de química. O mesmo vale para biologia, física e quaisquer outras ciências.
    Se você vê nestas coisas a impressão digital do Criador, legal para você. Mas existe muita gente, inclusive teístas, que não o fazem. Elas não são burras só porque você diz.

    No final das contas tudo isto revela algo sobre você: sua fé é fraca. A sua fé é abalada pelo fato de que outras pessoas tem crenças diferentes da sua. A angústia pela qual você passa é resolvida quando você desmerece estas pessoas. Coitado de você. É de dar pena.

    ResponderExcluir
  19. Resp a Dante - 1


    [[Apesar de mostrar evidências complexas na natureza, estava por trás a premissa que todas as coisas complexas e que tenham informação precisam de uma mente inteligente. O que eu tentei demonstrar no meu texto do começo ao fim foi:

    1. O universo é ordenado, complexo e tem muita informação de alto nível.
    2. Tudo que é ordenado, complexo e tem informação exigem um criador
    3. Logo, existe um Criador

    Se você afirma que esse silogismo é falso, você demonstra que realmente não sabe lógica, como afirma que sabe e tem que provar porque está errado que será difícil. Precisa derrubar a premissa 2 e isso nunca poderá.

    Este raciocínio não é inválido, mas a premissa #2 é falsa. Não apenas falsa, mas você mesmo não acredita nela. A propósito, você acredita que Deus seja desordenado, simples e não contenha informação? Em caso negativo, então segundo a sua premissa Deus foi criado por algum ser inteligente. Suponho que você não acredita exista uma regressão infinita de deuses criando uns aos outros. Neste caso, nem tudo que é ordenado, complexo e tem informação exige um criador. ]]

    Amigo, você acaba de cometer um suicídio de raciocínio fechando com chave de ouro o que tento comprovar no meu texto: os ateus têm dificuldade em formar silogismos.

    Todo silogismo vem de uma premissa que se tenta comprovar ou demonstrar que é falso ou verdadeiro. No caso desse silogismo, a premissa anterior a ele é que TENTO PROVAR QUE DEUS EXISTE e você tenta mostrar o contrário.

    Eu tento mostrar que Deus existe através de evidências no universo que traz as digitais de um Criador. Você tenta afirmar que isso não é verdade.

    Pois bem, se você afirma que a premissa #2 é falsa porque eu teria que incluir Deus nela, então o debate se acaba porque você teria que afirmar que Deus existe.

    A premissa #2 afirma que tudo que é ordenado, complexo e que tenha informação exige um Criador. Essa premissa somente tem sentido se as coisas que fazem parte dela existirem. Depois, você precisa de uma informação vinda de fé para tentar derrubar a premissa 2 afirmando que Deus seja ordenado, complexo e que tenha informação. E se faz isso, precisa crer na Bíblia porque você está afirmando o erro do silogismo afirmando que Deus seja isso. E se você crê na Bíblia, precisa crer em Deus.

    Portanto, eu aceito que a premissa #2 esteja errada. Contanto que você aceite que Deus existe, pois ele faz parte, para você, do todo que existe que é complexo, ordenado e cheio de informação na premissa #2 e então tem que concordar comigo que Deus existe e encerra-se toda discussão.

    No entanto, o silogismo somente tem validade se você levar em conta que falamos do universo físico. Note que a primeira premissa eu afirmo que o universo é ordenado, complexo e tem informação de alto nível.

    No segundo, fica claro que esse tudo diz respeito somente das coisas que existem no universo e não Deus que é espírito e não físico.

    Deus não está no universo, mas além do universo, pois ele está além do tempo, do espaço e da história. Pois para que o tempo exista, precisa de um ser além dele. Depois, Deus não tem informação. Ele é o autor de toda informação e revelação.

    Portanto, esse silogismo não serve para Deus. Primeiro porque tem que partir da premissa que ele exista e aí todo o raciocínio termina e eu chego ao meu objetivo da premissa anterior a ele.

    Depois, Deus não faz parte do universo físico que o silogismo afirma. Deus está além do universo e para você afirmar qualquer coisa sobre ele, terá que usar a fé e o silogismo não incluiu nada com respeito à fé.

    Portanto, amigo, não pode usar Deus para derrubar a premissa #2. Precisa usar outro exemplo. Mesmo assim, você acaba de cometer um suicídio de raciocínio.

    ResponderExcluir
  20. Resp a Dante - 2


    [[Não existe subjetividade em raciocínios]]

    Por isto mesmo. Como não há raciocínios válidos e corretos que justifiquem a premissa #2, ela só pode ter partido de uma tendência subjetiva sua de acreditar nela. ]]

    Meu amigo, como você não aceita o que a mais simples pessoa que estuda ciência e tenha inteligência admite: é impossível alguma coisa que tenha complexidade, seja ordenado ou tenha alta informação não venha de uma mente inteligente.

    Você não admite porque não quer e pelo motivo que dou no meu texto de inteligência.

    [[mais um erro de sua parte que demonstra assim que não sabe filosofia.

    ...

    Você escreveu isso porque tem pouca inteligência.

    ...

    você tem um raciocínio lento

    É este tipo de gente grosseira, arrogante e preconceituosa que se passa por cristã hoje em dia?]]

    Então você admite que um cristão tem padrões éticos maior que o seu? Por que não acredita no Cristo do cristianismo?

    [[Cara, você não sabe coisa alguma sobre mim. Pois saiba que eu sou graduado em filosofia e faço mestrado na área de lógica. Você precisaria estudar anos para entender um décimo do que eu entendo sobre estes assuntos. Eu também pontuo muito acima da média em tudo o que é teste psicométrico que eu faço.]]

    E isso que você escreveu não é grosseria, arrogância e orgulho?!!

    No entanto, eu falei somente sobre a inteligência porque o tema e o texto diziam respeito a isso. Não foi nada pessoal.

    Quando você mostra seus títulos, amigo, somente comprova o texto sobre o problema de inteligência dos ateus. O que eles sabem é somente um conhecimento fechado, "enlatado". Porém, não conseguem usar esse conhecimento no cosmos.

    Você é o exemplo vivo do meu texto - vai ficar para exemplo para sempre nesse blog.

    ResponderExcluir
  21. Res a Dante - 3


    [[Como falei, porque o que demonstrei no meu texto do começo ao fim foi que a existência de Deus não vem de uma subjetividade, mas de evidências científicas como bioquímica, biologia, física e química.

    Isto sequer é consenso entre cristãos. Cito o teólogo George Murphy:

    "Just as the son of God limited himself by taking human form and dying on the cross, God limits divine action in the world to be in accord with rational laws God has chosen. This enables us to understand the world on its own terms, but it also means that natural processes hide God from scientific observation."]]

    Amigo, você entendeu mais uma vez errado. Não sei qual foi o contexto de onde tirou isso, pois não traz nenhuma referência, mas o que o autor parece ter dito é que a ESSÊNCIA de Deus não se pode conhecer pela observação científica. Se ele afirmou isso, está correto. Deus só pode ser conhecido de uma forma mais plena através da Revelação da Bíblia.

    No entanto, é diferente da conclusão de sua existência. O próprio apóstolo Paulo confirma isso. Paulo tem mais autoridade que qualquer teólogo nesse texto por ser a Palavra de Deus. Ele ensinou:

    Romans 1:20-21 20 Porque os atributos invisíveis de Deus, assim o seu eterno poder, como também a sua própria divindade, claramente se reconhecem, desde o princípio do mundo, sendo percebidos por meio das coisas que foram criadas. Tais homens são, por isso, indesculpáveis; 21 porquanto, tendo conhecimento de Deus, não o glorificaram como Deus, nem lhe deram graças; antes, se tornaram nulos em seus próprios raciocínios, obscurecendo-se-lhes o coração insensato.

    Portanto, Paulo declara que o conhecimento de Deus são objetivos pelas coisas criadas. Por isso, os homens são indesculpáveis.

    Quem ensinar o contrário, errou na interpretação da Bíblia, pois eu me baseio não em teólogos, mas na Bíblia também.

    ResponderExcluir
  22. Res a Dante - 4

    [[Se você afirma que isso é subjetividade, seu estudo de filosofia é igual à sua inteligência.]]

    É isto o que lhe resta? Ofensas?]]

    Amado amigo, sinto muito que o amado entrou nesse tema do blog e você foi o que comprovou o meu texto que os ateus são, de fato, o que o texto afirma ser. Sinto muito. Porém, não foi nada pessoal e estou pronto a dar minha vida, caso venha com sinceridade e sem soberba.

    [[Estou rindo de seus 6 anos de lógica. Imagine a sua lógica que não sabe discernir o que é subjetivo. Imagine a sua lógica sendo destruída e rasgada diante da verdade de um Criador e de um mundo criado por um Deus pessoal com fortes evidências na natureza e nas ciências.

    Quem não sabe distinguir subjetivo de objetivo é você. Química estuda como a matéria se comporta, e a ideia de que o comportamento dela foi determinado por alguma inteligência em nada contribui para o entendimento de química. O mesmo vale para biologia, física e quaisquer outras ciências.
    Se você vê nestas coisas a impressão digital do Criador, legal para você. Mas existe muita gente, inclusive teístas, que não o fazem. Elas não são burras só porque você diz.

    No final das contas tudo isto revela algo sobre você: sua fé é fraca. A sua fé é abalada pelo fato de que outras pessoas tem crenças diferentes da sua. A angústia pela qual você passa é resolvida quando você desmerece estas pessoas. Coitado de você. É de dar pena.]]

    Reavalie seus conceitos de subjetividade e objetividade, pois eles facilmente serão derrubados. As disciplinas como a química, física, bioquímica e biologia são objetivas e quando elas estão a serviço do DI elas se tornam uma impressão digital do Criador pois são objetivas por serem ciências. Quem não as vê assim sofre da síndrome de deficiência de inteligência que demonstrei no meu texto.

    O meu texto é destinado a ateus e não a teístas. Ateus que afirmam que não pode existir um Deus e não aceitam evidências sobre isso. Existem muitos cientistas do DI que são até agnósticos, deístas; mas o texto é destinado a ateus que têm problemas de inteligência como demonstrei.

    Amigo, está me julgando com base em seus conceitos, apenas, e eles para mim não têm nenhum valor. O meu julgamento está baseado na Bíblia. Se analisar o texto faço uma longa exegese dos textos bíblicos sobre isso.

    Partindo de seu pressuposto, a fé dos patriarcas, salmistas e apóstolos estavam abaladas, pois eles disseram que os ateus são insensatos (Sl 14.1; Rm 1.21).

    No entanto, se ler o meu blog vai testificar que não está falando com qualquer um, com um neófito ou com alguém que tem a fé abalada.

    Ao contrário, verá que escrevi com lógica e comprovação prática.

    Obrigado por ser aquele que serviu como experiência do meu texto sobre a inteligência dos ateus.

    ResponderExcluir
  23. Esclarecimento a Resp - 1

    Vou esclarecer a resp. 1 porque sei da dificuldade dos leitores ateus.

    Quando falo que não se pode incluir Deus no silogismo citado é somente às premissas 1 e 2, pelo contexto e pela dificuldade citada na minha resposta. Deus pode ser incluído somente na conclusão, pois é onde quero provar a minha proposição anterior ao silogismo: Um Criador existe.

    ResponderExcluir
  24. Amigo, não vou publicar mais seus comentários devido a repetições de argumentos e porque eles não são satisfatórios para responder à conclusão final. Não vou demonstrar coisas simples que você deveria ter visto.

    Sei da sua sua vulnerabilidade de inteligência e isso basta nos argumentos colocados.

    Um abraço.

    ResponderExcluir
  25. Prezado Mario,
    Mesmo que voce tivesse versado qualquer outro assunto, que nao a " falta de inteligencia dos ateus", poderiamos notar a sua destacada inteligencia e pertinencia reflexiva, dado o excelente contraste exegetico teologico, filosofico e os exemplos cientificos apresentados.
    Parabens pelo resultado do artigo! Parabens, tambem, pela sua paciencia para debater ...
    Afinal, depois do confronto critico imposto a Dawkins por Alister McGrath, doutor em bioquimica pela Universidade de Oxford, pouca coisa sobrou aos seus "fieis" seguidores ateus. (desculpe-me pela falta de acentos, pq estou digitando em um teclado desconfigurado, ok?)Robson Pacheco (Rio de Janeiro)

    ResponderExcluir
  26. Só postando o que lhe interessa, não?

    Por isso que odeio blog de crentes. Falam mal de ateus e quando acham difícil responder, vão com o rabo entre as pernas e negam as respostas, fingindo que venceram a discussão.

    Sinceramente, não li nem metade de seu texto, tenho muita física pra estudar hoje ainda e não tenho tanto tempo pra gastar com um texto qualquer, mas só queria ressaltar que generalizar nunca é algo bom, sou ateu e passei pro IMI, sou ótimo em física e matemática, então não venha me dizer que acreditar ou não em alguma divindade me faz ser mais ou menos apto na minha área.

    ResponderExcluir
  27. Rodrigo, claro que vou postar o que me interessa, mas questão é se é coerente e se tem procedência. Para isso, precisa-se demonstrar pela lógica. Não se pode criticar um texto que não se lê todo. Você demonstra uma pessoa muito imatura e com problema sério de inteligência como expliquei no texto. Tem tanto problema que não percebeu em que sentido eu coloquei a inteligência lógica-matemática.

    Quando afirma que passou para o IMI, para mim, é como se me dissesse que foi ao banheiro com disenteria diante da sua inteligência. Não tem valor nenhum. Leia novamente porque não ensino ateu, pois não adianta por causa de sua inteligência.

    ResponderExcluir
  28. Muito bom este texto...os ateus acham que realmente podem mudar a verdadeira História por uma falsa, que é a que eles inventam por falta de inteligência...
    Eles acham que os dinossauros existiam há MILHÕES de anos...eu não acredito!Isso mesmo!
    Veja o motivo que fizeram eles acreditarem que os dinossauros existiam: OS FÓSSEIS!!
    Mas a lógica que segui para desconfiar disso é quando eu pensei:'' Os fóssei de seres vivos não duram em pelo menos uns 200 anos''...Os fósseis dos dinossauros possuem mais de milhões de anos!! Quanta coisa!! Eles acham que podem fazer muita gente acreditar nas esculturas desses cientistas que querem seguir o Darwinismo, que este acha que homem era uma evolução que eram semelhante a macacos. Burrice! Então podemos evoluir, criar coisas por inteligência própria sem ser dado por alguém?

    Então meu caro, você tem razão nesse seu texto...pois os ateus acham que podem ser o ''CENTRO'' de tudo. Acham que podem inventar TUDO! Inventam, pois não sabem que Deus é verdadeiro. Se não sabem é porque falta inteligência mesmo!!

    ResponderExcluir
  29. Anônimo, não sei a intenção de seu texto. Ele me parece irônico. De qualquer forma, ele demonstra muita falta de informação de sua parte. Aconselho-o a estudar mais, informar-se mais.

    1. O fósseis demonstram que existiram sim os dinossauros, mas a evidência de que seja "milhões de anos" é duvidosa e mera especulação. Existem fósseis de Tiranossauro Rex ainda com tecido mole demonstrando que não eram tantos anos assim.

    2. Com respeito à teoria da evolução existem muitas pesquisas que demonstram que essa teoria não se sustenta como máquinas biológicas, informação DNA, etc. Todas elas defendidas por cientistas. Sem contar dos que são evolucionistas que não concordam com alguns aspectos da teoria da evolução.

    3. A nossa semelhança com os macacos diante de textos científicos já publicados sobre o assunto já demonstra que é burrice mesmo acreditar nisso.

    4. Existe muita informação que você precisa ter. Aconselho a você pensar bem antes de escrever esse tipo de comentário que demonstra mais ainda que os ateus são de fato o que escrevi. Agora, imagina quem é de seu nível! Sem cultura.

    ResponderExcluir
  30. Hahaha.
    Vamos lá, se Deus existir, o que é realmente impossível, Vocês estariam todos no inferno porcos preconceituosos! Afirmam a existência de um deus que nem mesmos vocês são capazes de respeitar.
    Me tornei ateu a partir do momento que parei de me censurar, me permiti pensar, soltei as amarras e me permiti viver. Hoje sei que quando algo dá errado tenho que buscar uma solução e não ficar sentado esperando um milagre como uma boa parte dos religiosos.

    ResponderExcluir
  31. Marcos,

    O que você acabou de escrever demonstra que o seu ateísmo é puramente ideológico e não vem de evidências e argumentos científicos. Por isso, saiba que todas as evidências colocadas nesse texto demonstra que o ateísmo é loucura e deficiência de um tipo de inteligência.

    Deus providenciou um meio de termos comunhão com ele, mesmo não o respeitando como devíamos - Jesus Cristo.

    O cristianismo que nos faz pensar com liberdade, pois temos respostas inteligíveis das grandes questões da existência. Ao contrário de vocês.

    Quando algo dá errado, buscamos solução exatamente como você. A única diferença é que confiamos num Deus que intervém na história e contribui para o bem daqueles que o seguem. Mas, mesmo se ele não quiser, temos confiança de vida diante dele. Você não.

    Pense bem... sai disso

    ResponderExcluir
  32. Cristão falando de Evidências?
    Já deu, rs até mais!!

    ResponderExcluir
  33. Marcos,

    Além de problema de inteligência, preguiçoso de leitura. Fica mais crítica a situação rsrsr

    ResponderExcluir
  34. 1. O universo é ordenado, complexo e tem muita informação de alto nível.
    2. Tudo que é ordenado, complexo e tem informação exigem um criador
    3. Logo, existe um Criador

    Se você afirma que esse silogismo é falso, você demonstra que realmente não sabe lógica, como afirma que sabe e tem que provar porque está errado que será difícil. Precisa derrubar a premissa 2 e isso nunca poderá.


    O silogismo só é verdadeiro se a premissa 2 também o for. Sua afirmação de que é necessário provar que 2 é errada mostra desconhecimento de lógica. O ônus da prova é de quem usa a premissa.

    ResponderExcluir
  35. fósseis de Tiranossaurus rex com tecidos moles??? uau?? Onde vc achou isso, querido???

    ResponderExcluir
  36. Hahaha, após ler, esbocei um leve sorriso.
    (espero que não se ofenda)

    Você mostrou que não conhece os ateus como devería, para então demonstrar tanta propriedade no que diz.

    De qualquer forma, é um texto muito bem escrito, no qual, mesmo de forma extensa, conseguiu expressar muito bem suas opiniões, de maneira bem clara e limpa.

    Parabéns pelas palavras que escolheu, mas faltou um pouco mais de conhecimento acerca do assunto abordado.

    Abraço.

    ResponderExcluir
  37. Então quer dizer que um ex-cristão que se torna ateu emburrece? E vice-versa? Vou virar cristão pra ver se eu passo na USP...

    ResponderExcluir
  38. Quem desenvolveu cálculos matemáticos? Moisés? Quem desenvolveu as teorias em Física? Abraão? Euclides não está na Bíblia... Como pode se basear em teorias desenvolvidas por pessoas que não professam a mesma fé que você para falar a respeito de inteligência...? Eu converso e observo inúmeras pessoas da renomada universidade em que estudo e, olha, a proporção de ateus para crentes não me surpreende, eles praticamente não existem lá. Mas, se quiser dados científicos, faço questão de realizar pesquisa de campo.

    ResponderExcluir
  39. Geasy,

    Faltou você dizer em qual área e apontar especificamente onde foi.

    Parece que não leu o meu texto todo. Se tivesse lido, veria que está bem fundamentado, mas entendo a sua dificuldade se for ateia. Isso que escreveu aumenta mais ainda meu conceito acerca da inteligência dos ateus.

    Eu diria que você não sabia 90% do que escrevi pelo que escreveu.

    ResponderExcluir
  40. Marcel,

    Eu diria que um cristão que se tornou ateu tem uma dificuldade de inteligência lógica-matemática como o texto afirmou, pois as evidências são muitas em todos os âmbitos acerca da Bíblia, Cristo e Deus.

    ResponderExcluir
  41. Anônimo,

    Vou dizer alguns nomes da física: Newton, Galileu, Kepler, Pascal, Leonardo da Vince, Einstein todos eles criam em Deus.

    Quando eu falo do problema de inteligência, quero evidenciar de percepção disso no universo e nas coisas. Por exemplo, existem muitos cientistas ateus que fazem pesquisas e sabem bastante cálculos; mas não conseguem perceber isso no universo.

    Biólogos excelentes, mas não conseguem perceber lógica em órgãos complexos que têm complexidade irredutível e são verdadeiras máquinas.

    Exemplo de um cientista ateual que deixou de ter essa dificuldade de inteligência foi Francis Colins um dos líderes do projeto genoma.

    Portanto, quando um ateu afirma que Deus não existe diante de fórmulas matemáticas no universo como mostrei e da Sintonia fina; diante de complexidades irredutíveis, ele está assinando um atestado de falta de inteligência.

    ResponderExcluir
  42. [O silogismo só é verdadeiro se a premissa 2 também o for. Sua afirmação de que é necessário provar que 2 é errada mostra desconhecimento de lógica. O ônus da prova é de quem usa a premissa.]

    Roberto, parece que é você que não sabe.

    Eu disse que cabe a ele ou qualquer pessoa provar que o silogismo é falso, pois as premissas foram colocadas por mim. Se derrubar qualquer uma das premissas, jamais o silogismo poderia ser verdadeiro.

    Portanto, antes de falar que alguém não sabe, analise a questão, pois quem pareceu que não sabe é você. Leia os argumentos com calma para não falar bobagem. Ateu já tem a inteligência evidenciada e ainda falando bobagem...

    1. Não vou postar argumentos que já defendi.
    2. Não vou postar mais bobagem como a sua

    ResponderExcluir
  43. Se você acredita em deus não estaria publicando algo nesse sentido. Penso que você deva aceitar o fato de que os dons são citados na bíblia mas não fez ligação alguma com eles aqui.

    Sinceramente, acredito que todos são capazes de tudo, basta querer. E sim, estou generalizando bem isso.

    Agora, o que você diria de um agnóstico? Está claro que você está, de uma certa forma, "criticando" os ateus mas, pq? Para gerar mais conflito do que existe?

    Independentemente do que me responda, moralmente isso não está correto. Assim como os negros são menos inteligentes que os brancos.

    http://oglobo.globo.com/ciencia/mat/2007/10/17/298197482.asp

    ResponderExcluir
  44. Amigo Anônimo,

    Por eu acreditar em Deus que estou defendendo esse tema. O tema dos dons não cabe aqui, embora que eu tenha falado implicitamente dos dons da graça comum quando falei da base bíblica sobre a reprovação dos ateus em Romanos 1.

    Se você ler melhor, vai ver que é a Bíblia que afirma que o ateísmo é insensato (Sl 14.1).

    Note que eu parti de uma proposta científica sobre as várias inteligências de Howard Gardner. Também, note que eu afirmei que existem bons cientistas ateus, mas o problema é sobre a dificuldade lógico-matemática destes cientistas ateus como demonstrei.

    Meu objetivo foi exatamente demonstrar que os ateus têm uma dificuldade de inteligência em vários aspectos.

    Acredito que antes de um ateu criticar um cristão ou teísta lembre desse texto que seu problema é de inteligência em uma determinada área (lógico-matemática)

    Sobre o texto que me mandou do Globo é totalmente diferente. Não parto de raça, sexo nem de religião; mas de uma ideologia e aspectos negados comprovados por mim nesse texto.

    Quanto aos agnósticos, acredito que eles têm mais inteligência lógico-matemática. Eu os acho mais coerentes devido à sua cosmovisão de acreditar, pelo menos, em algo superior.

    ResponderExcluir
  45. Vamos lá, primeiro erro quanto a Einstein. Corrigindo-o:


    “A palavra Deus, para mim, é nada mais que a expressão e produto da fraqueza humana; a Bíblia, uma coleção de lendas honradas, mas ainda assim primitivas, que são bastante infantis.”
    — Albert Einstein

    “Se as pessoas são boas só por temerem o castigo e almejarem uma recompensa, então realmente somos um grupo muito desprezível.”
    — Albert Einstein

    “Toda a nossa ciência, comparada com a realidade, é primitiva e infantil – e, no entanto, é a coisa mais preciosa que temos.”
    — Albert Einstein

    Segundo: argumentar com base na bíblia é tão válido quanto argumentar a favor do Super Homem com base em gibi.

    O resto do texto nem tive paciência de ler, sinceramente.

    Mas deixo uma pergunta apenas: cadê as evidências científicas disso, cara-pálida? Aliás, sabia que boa parte dos cientistas e escritores que você cita (Einstein, Stephen Hawking, Arthur C. Clarkr) são panteístas, deístas ou mesmo ateus?!

    Caso você não saiba o que é o que, vou explicar.

    * Panteísta: pra ele deus = universo. É uma não inteligência. Apenas uma licença poética.
    * Deísmo: acredita que exista uma deidade inteligente, mas acha que só através da razão, lógica e ciência se chega a ele (o que coincide com os panteístas).
    * Ateu: não tem crença em deidades.

    Eu, particularmente, não sou simplesmente um ateu. Sou um livre pensador (e existiram livres pensadores panteístas, como Einstein, e deístas, como Thomas Jefferson, etc). Somos anti-dogma, anti-autoridade (e você usou argumentum ad verecundiam várias vezes) e anti-tradição.

    Pesquise um pouco. A maior parte dos intelectuais hoje em dia, ao contrário do que você afirma, são pelo menos ateus, ou livres pensadores.

    Aprenda, por favor, a colocar argumentação. Indique evidências e estudos científicos que corroborem o que você diz. Assim evitará que você fale tanta besteira num texto só. ;)

    Abraço!

    ResponderExcluir
  46. "Por que não é admissível no segundo caso como foi no primeiro? Por esta razão e mais nenhuma outra: quando nós vamos examinar o relógio, nós percebemos (o que nós não notamos na pedra) que suas partes principais são ajustadas e postas juntas para um propósito. Elas são tão justas e adaptadas para produzir movimento e que o movimento são regulados para apontar a hora do dia que se as várias partes tivessem sido formadas de uma forma diferente do que elas são, como tamanho diferente ou colocadas de alguma outra maneira ou em alguma outra ordem que estão colocados, então, nenhum movimento teria sido feito na máquina ou nada que fizesse jus ao uso desse objeto... [3]"

    Formularia essa analogia depois da publicação do "A Origem das Especies"?
    Pq você sabe neh, q essa analogia veio antes da publicação. Logo ele desconhecia da Seleção Natural.

    Mas continuando com esta Analogia
    Poderia analogar, dizendo que os terremotos, doenças e tudo mal, seria como o despertador do relógio

    Mas como deve ter conhecimento também
    Até mesmo antes, do nascimento de Jesus, já havia sido proposto um paradoxo muito importante

    "Se for omnipotente e omnisciente, então tem conhecimento de todo o Mal e poder para acabar com ele, ainda assim não o faz. Então Ele não é Bom.

    Se for omnipotente e benevolente, então tem poder para extinguir o Mal e quer fazê-lo, pois é Bom. Mas não o faz, pois não sabe o quanto Mal existe e onde o Mal está. Então Ele não é omnisciente.

    Se for omnisciente e Bom, então sabe de todo o Mal que existe e quer mudá-lo. Mas isso elimina a possibilidade de ser omnipotente, pois se o fosse erradicava o Mal. E se Ele não pode erradicar o Mal, então porquê chamá-lo de Deus?"

    Mas enfim...
    Iria comentar sobre mais algumas coisas
    Mas me parece perca de tempo, a não ser que você me prove que estou errado, numa possível resposta a esse comentário.

    ResponderExcluir
  47. Um longo artigo que usa, basicamente, o Argumentum ad ignorantiam, o Apelo à ignorância.

    Essa falácia se forma da premissa: "Se eu não consigo provar A, então B é verdadeiro"

    O articulista julga de pouca inteligência quem não faz uso dessa falácia, como todo crédulo em lenda adora usar.

    Quando não sabemos algo, apenas... não sabemos.

    Como de fato o Universo surgiu, como de fato a vida na Terra surgiu, ninguém sabe.

    Mas o que podemos tirar de lição nisso tudo?

    Pesquisar!

    Sim, durante séculos o Homem tenta explicar o que ele não entende, colocando na lacuna do conhecimento, a ideia de uma divindade.

    Isso chama-se "Deus das lacunas", um subconjunto da falácia do Apelo à ignorância.
    Encaixa-se uma divindade (vale lembrar que existem/existiram várias, não pense você, cristão, que a sua é a única lenda no Mundo) nas lacunas do conhecimento.

    ResponderExcluir
  48. Mário (meu xará),

    Você foi a pessoa mais sem inteligência que postou nesse post comprovando mais uma vez o que escrevi no texto acima.

    Note que você criticou sem ler o texto todo; falou que Einstein não era teísta, sendo que eu cito uma frase de Einstein sobre os ateus com uma fonte comprovada em livro com seus manuscritos.

    Você quer me ensinar o que significa panteísmo, deísmo. Você é tem problema mental?

    Leia o texto, pois não falo somente da base na Bíblia, "sem-inteligência". Eu coloquei base na Bíblia somente para mostrar que a razão de eu chamar você de uma pessoa sem inteligência vem das Escrituras.

    No entanto, eu coloco evidências claras, mas porque por você tem uma mente patética nem percebeu que o texto fala dessas evidências.

    Você não é nem livre e nem pensador. Livre pensador tem a inteligência de ler, pelo menos, um texto antes de criticar e não escrever bobagem que eu já refutei.

    Isso se chama insensatez de alto grau.

    Sobre as frases de Einstein, a primeira é duvidosa. Tanto que não colocou fonte nenhuma (quero livro). Você não tem inteligência lógico-matemática e nem literária, pois é preguiçoso de leitura. Talvez, por isso seja o que é - insensato.

    ResponderExcluir
  49. Thiago,

    NO tempo de Paley, claro, que não havia a teoria proposta por Darwin que veio somente em 1856. No entanto, desde Aristóteles havia o conhecimento da geração espontânea que ele chamava de Pneuma. Na idade média muitos fizeram.

    No início do séc. XIX isso veio com mais força com as teorias de Lamark (1744-1829).

    Portanto, havia várias teorias naturalistas antes de Darwin.

    Saiba, Thiago, que Deus vai acabar com o mal e ele não acaba no momento porque ele tem um dia preparado para fazer isso.

    A Bíblia afirma em várias passagens que Deus tem um tempo para acabar com o mal e julgá-lo. Mesmo assim, nada disso depões contra a sua bondade.

    Imagine a sua casa muito suja. Você não quer limpá-la no momento porque determinou um dia para fazer isso segundo seu plano. Isso não depões contra a sua moral.

    Sobre o despertador do relógio. Pode ser, desde que entendamos que vem de um sistema muito bem fixado em leis de complexidade irredutível e inteligência.

    ResponderExcluir
  50. Jonas (ex-cristão)14 de junho de 2011 07:59

    A tua resposta não tira a razão do Thiago, FM.
    Se Deus não acaba logo com o mal ele está compactuando com todo sofrimento, logo ele não é bom.

    "Saiba, Thiago, que Deus vai acabar com o mal e ele não acaba no momento porque ele tem um dia preparado para fazer isso."

    Parece promessa de político. Vote em mim como seu Deus e um dia acabarei com o mal.

    Dúvida: Quem que escreveu na Bíblia que Deus tem um dia pra acabar com o mal?

    ResponderExcluir
  51. Me diverti lendo esse texto, sinceramente...
    "Os ateus se desculpam em dizer que os teístas colocam Deus nas lacunas que não têm explicação, mas Deus é colocado exatamente nos lugares que não têm lacunas, pois conclui-se devido às várias evidências de inteligência. Quando dizemos que somente Deus poderia ter criado o sistema solar, não viemos das lacunas para Deus, mas viemos das evidências que a mente nos demonstra que somente um projetista inteligente poderia ter feito e calculado com precisão leis, teoremas, informação e sequências na natureza que jamais se poderia ter ao acaso."

    O trecho acima é um dos exemplos de argumentos completamente vazios que encontram-se no texto. Essas "evidências de inteligência" e "evidências que a mente nos demonstra" são completamente sem fundamento, e no texto atuam como base para a discussão. É um dos textos "disfarçados de inteligente" mais confusos que já vi...

    "No entanto, os ateus colocam “o tempo” e a “ciência” nessas lacunas. Eles, sim, partem das lacunas, pois o que eles não sabem, eles afirmam que se explica dando muito tempo à natureza ou que a ciência um dia vai explicar isso ou aquilo. Porém, concluir que algo foi fruto de uma criação é apenas uma conclusão lógica e não coloca fora a ciência, mas ao contrário, evoca-a para demonstrar as maravilhas do Criador."

    Você não concorda que a passagem do tempo foi fundamental para todos os progressos da humanidade? Ótimo, jogue fora todos os livros que foram escritos após o surgimento da Bíblia e viva como viviam as pessoas da época.

    Minha parte preferida, em que a minha burrice sem fim é demonstrada com tanto brilhantismo:

    "O problema de inteligência do ateu não é percebido desde agora. Os escritores da Bíblia demonstram e ensinam o que podemos constatar: um ateu não tem inteligência suficiente para percepção lógica do cosmos e da natureza. Tanto o VT como o NT, escritos há muitos anos atrás, chegam a essa conclusão. Na verdade, o próprio Deus revela o problema do ateu."

    Se a Bíblia estivesse tão evidentemente correta em tantos pontos, ela seria hoje consagrada como livro científico. Pelo que podemos observar, não é bem assim que a coisa anda.

    Seu texto e atitude em relação aos comentários podem ser resumidos em:

    "Os ateus não são inteligentes porque a Bíblia e W. Paley (em 1852!) disseram e eu acredito em ambos. Todos os ateus que refutarem os meus argumentos estão errados, porque não são inteligentes. Demonstrei que não são inteligentes em meu texto, que eles não entenderam por não serem inteligentes."

    Percebe a lógica torta e retorcida? Para não dizer cíclica e vazia...

    Gostaria de ver uma resposta sua ao meu comentário que não contivesse as informações "seu cérebro ateu não alcança", nem "já demonstrei no meu texto com brilhantismo".

    Sem ofensas, mas um texto muito bem escrito não gera mal-entendidos.

    ResponderExcluir
  52. Tharsila,



    Você pede para que eu não fale na sua inteligência, mas você começa com uma ironia. Geralmente quem começa assim é digno de ser tratado como o meu texto afirma.

    Portanto, antes de explicar algumas dúvidas medíocres que você tem e que as tem por causa que você tem pouca inteligência lógico-matemática e para complicar, não tem muita cultura. Saiba que quem está rindo agora sou eu. Percebo que você é muito sem base e desconhece coisas simples. Por isso que teve dúvida do meu texto. Para quem tem cultura, no mínimo entenderia, mas para você que deve ser incauta, fica difícil mesmo.

    precisamos saber o que é evidência de inteligência. Para isso, precisamos ter como base o que Darwin teve com Charles Lyell: “o presente explica o passado”. Somente uma inteligência pode fazer coisas complexas, resolver problemas, criar, guardar e decifrar informação. Tudo isso existe no universo e na vida biológica.

    Dizemos que Deus não está nas lacunas porque vem de uma lógica já conhecida que somente uma mente inteligente poderia criar sistemas perfeitos com fórmulas matemáticas tão precisas como os cientistas da Sintonia Fina afirmam.

    Ao contrário do que os ateus afirmam sobre as lacunas, eles colocam a ciência exatamente no lugar onde ela não se enquadra, formando até uma utopia. Por exemplo: o argumento da teoria dos vários universos que Dawkins propaga. Fica mais que claro que isso é apenas um mito científico, pois não é provado, para explicar o que Deus seria a explicação mais simples.

    Note que eu afirmei que não devemos colocar fora a ciência. Eu mesmo dei vários argumentos científicos. Os argumentos bíblicos foram porque o texto é para todos que lerem.

    A Bíblia traz base para a cosmovisão como deu para Galileu, Newton, Kepler, Pascal e muitos outros cientistas que creem num Criador de todas as coisas. Como exemplo, Francis Collins, pesquisador do projeto genoma, pois ela não elimina a ciência.

    O tempo é importante, mas ele não pode resolver os problemas que a ciência não resolve. Por exemplo: antigamente, os egipcios acreditavam que achariam um meio dos mortos voltarem à vida. Por isso, eles faziam as múmias. O tempo não resolveu e nem vai resolver.

    No entanto, Deus se enquadra perfeitamente nas respostas devido a necessidade de um ser inteligente e totalmente poderoso.

    A ciência e o estudo não necessitam eliminar Deus da sua cosmovisão.

    A Bíblia não é um livro científico, nem foi escrita com esse propósito, mas ela está em muitas universidades. Nem que seja para refutá-la, pois ela trata de questões fundamentais como o começo de tudo, começo da vida, origem do homem e do mal. Nada disso a ciência tem resposta satisfatória e conclusiva.

    Não tentei me fundamentar na Bíblia para comprovar o problema de inteligência dos ateus, mas em fatos científicos como foram colocados e que são simplesmente anulados por ateus como evidência de um Criador.

    A minha lógica não está baseada na crença da Bíblia. Você se enganou. Minha lógica está baseada que existe razões claras no universo para um Criador inteligente. Tudo isso demonstrado pela ciência e por pesquisas.

    Para saber melhor sobre o silogismo sobre isso, leia os comentários e suas refutações.

    Note que você não trouxe questões ou refutações, mas dúvidas que, ao meu ver, típica de uma pessoa sem cultura e que ler pouco. Eu estou escrevendo rindo da mediocridade das suas questões.

    Antes de rir do meu texto, seja inteligente.

    ResponderExcluir
  53. Jonas, (fugitivo de Deus)

    Com base em que você define bondade com o tempo? Deus tem o seu tempo. Você que foi cristão, faltou você aprender que todos estão em juízo diante do Criador e merecem o sofrimento mesmo.

    Deus mandou Jesus Cristo morrer, os apóstolos foram mortos e torturados, pois a bondade de Deus está baseada no seu caráter e que ele um dia ressuscitará aqueles a quem ele escolheu.

    No entanto, todos estão em juízo e merecem o sofrimento pelos seus atos e transgressão da sua lei.

    Não se pode ver somente a bondade, mas a justiça e o juízo de Deus aos homens.

    A diferença do político é que Deus cumpre a sua Palavra e com ele não tem "pizza". Você vai ser julgado por ele e vai para o inferno.

    [Dúvida: Quem que escreveu na Bíblia que Deus tem um dia pra acabar com o mal?]

    Você afirmou que é cristão e não sabe isso?!! Várias passagens da Bíblia tem. Essa é a grande promessa da igreja.

    ResponderExcluir
  54. Francisco Mário,

    Primeira pergunta: pessoas que utilizam ironias não são inteligentes? Que tipo de associação é essa?

    Obrigada pelas críticas à minha cultura e ao meu conhecimento limitado. Elas demonstram claramente o quanto a sua prepotência é ilimitada e te leva a ser cego a qualquer ponto de vista contrário ao seu. Falar que quem não concorda com você é burro e sem cultura é, no mínimo, infantil. Você NÃO me conhece, e está me julgando. Tem certeza que foi isso que o Cristo no qual você acredita pregou? Não tem alguma parte da Bíblia que fala sobre humildade, não?
    E sim, isso foi uma ironia.
    Veja bem, eu li a Bíblia. Duas vezes. Eu gosto de conhecer algo antes de criticar, isso faz parte de uma maturidade que você não demonstra em relação à opinião alheia.

    Sendo muito sincera com você, você precisa cair na real, cara. Eu não tive "dúvida" no seu texto. Eu entendi o seu texto muito bem.
    O problema é o que ele está tentando comunicar. Eu não faço a mínima ideia de quem você seja (ou pensa que seja), mas eu jamais te julgaria apenas por alguns comentários de internet. A pessoa que começa uma discussão desmerecendo os outros sem base alguma para isso, já está sem a razão.
    Quem é você para me dizer que eu não tenho cultura? Eu poderia ter pós-doutorado em física quântica e teologia e você não saberia, simplesmente porque não me conhece.
    Cultura não é uma coisa que possa ser medida, e não faz diferença você achar que tem muita cultura se o que você diz não faz o menor sentido.

    Se você quer ser infantil, poderíamos fazer uma "guerrinha de cultura", por exemplo. Eu tenho certeza absoluta que já li mais livros que você, e talvez até o dobro. Arriscaria dizer que de melhor qualidade, também.
    Mas isso é apenas uma suposição, visto que eu não te conheço e não gosto de fazer julgamentos precipitados, porque sou uma pessoa razoável.

    E preste atenção: você pode repetir o quanto quiser que a minha inteligência lógico-matemática é nula, mas eu posso afirmar que você (com toda a cultura que acha que tem) não escreve bem, colega. E a diferença é que eu tenho provas disso.

    "Portanto, antes de explicar algumas dúvidas medíocres que você tem e que as tem por causa que você tem pouca inteligência lógico-matemática e para complicar, não tem muita cultura."

    "Por causa que" é gramaticalmente incorreto, o que torna sua frase pobre. Além disso, você juntou várias orações em uma só, tornando a coisa toda mais confusa ainda. A frase começa com "portanto", depois passa para a explicação de porque eu tenho dúvidas e a ideia é cortada, não sendo levada a conclusão alguma. Percebe-se que a sua cultura infinitamente superior não o ajudou a escrever melhor.

    Continua... (Só quero ver se meu comentário não será censurado!)

    ResponderExcluir
  55. "vem de uma lógica já conhecida que somente uma mente inteligente poderia criar sistemas perfeitos com fórmulas matemáticas tão precisas como os cientistas da Sintonia Fina afirmam."

    Sim, essa lógica existe e é conhecida. Mas não significa que ela seja verdadeira. Uma mente inteligente pode criar sistemas complexos, mas nunca foi observado ou provado que uma mente inteligente tenha criado um sistema perfeito, porque tudo na natureza observável está sujeito a falhas de formação ou de funcionamento. Como você explica a existência de falhas em um sistema supostamente perfeito?

    "Por exemplo: o argumento da teoria dos vários universos que Dawkins propaga. Fica mais que claro que isso é apenas um mito científico, pois não é provado, para explicar o que Deus seria a explicação mais simples."
    Não fica claro em nenhum momento que isso é apenas um mito científico. Você só o considera como tal por simples vontade de que seja um mito. E sinto muito que você não demonstre inteligência lógica suficiente para compreender isso, mas algo que não está provado não deve ser descartado como falso. A não ser que exista uma grande quantidade de evidências contra uma hipótese, ela se mantém como válida.

    Deus seria a explicação mais simples? Isso é um argumento? Vamos todos então desistir de investigar fatos e ideias, a explicação que parecer mais simples será a verdadeira.

    "A Bíblia traz base para a cosmovisão como deu para Galileu, Newton, Kepler, Pascal e muitos outros cientistas que creem num Criador de todas as coisas. Como exemplo, Francis Collins, pesquisador do projeto genoma, pois ela não elimina a ciência."
    Sim, muitos cientistas foram e são religiosos. Mas por favor não tome isso como pressuposição teórica de validação da crença. Isso é simplesmente idiota.
    Ex.: Galileu foi um cientista brilhante. Galileu era religioso e acreditava na Bíblia. Logo, a Bíblia é uma fonte segura de investigação da criação do universo.
    Errado! Como você explica, então, a existência de inúmeros cientistas brilhantes que não tem a Bíblia como referência? Acreditar na Bíblia e chegar a conclusões cientificamente válidas não são situações interligadas.
    Um ateu poderia utilizar sua linha de raciocínio para formular o seguinte:
    Hitler acreditava em Deus e na Bíblia. Hitler foi um criminoso monstruoso. Logo, quem acredita na Bíblia apresenta desvios de caráter.
    Acrescente-se aí inúmeros casos de criminosos e assassinos que se dizem religiosos e terá um exemplo compatível.
    Mas sabemos que isso não é verdade, porque uma coisa não influencia a outra, em nenhum dos exemplos.

    ResponderExcluir
  56. "O tempo é importante, mas ele não pode resolver os problemas que a ciência não resolve. Por exemplo: antigamente, os egipcios acreditavam que achariam um meio dos mortos voltarem à vida. Por isso, eles faziam as múmias. O tempo não resolveu e nem vai resolver."

    Você só poderá comprovar que a ciência não vai resolver todos os "problemas" se porventura for um ser imortal. Ainda não se achou um meio de fazer os mortos voltarem à vida? Eu conheço um livro que conta algumas histórias interessantes sobre ressurreições. E muita gente acredita nele.

    E repito: NÃO HÁ a necessidade de um ser inteligente e totalmente poderoso. Grifo o "não há" para que ele não seja sumariamente ignorado.

    "A Bíblia não é um livro científico, nem foi escrita com esse propósito, mas ela está em muitas universidades."
    Ela está em muitos lugares, e isso não quer dizer nada. Ela está aqui na minha casa, mas nem por isso ela tem algum tipo de relevância na minha vida.

    "Nem que seja para refutá-la, pois ela trata de questões fundamentais como o começo de tudo, começo da vida, origem do homem e do mal. Nada disso a ciência tem resposta satisfatória e conclusiva."
    Se a Bíblia tivesse respostas satisfatórias e conclusivas para as questões fundamentais, as questões fundamentais não existiriam mais. Porque é isso que "conclusiva" quer dizer, dar uma solução definitiva. Não é bem assim que está funcionando.

    "Minha lógica está baseada que existe razões claras no universo para um Criador inteligente. Tudo isso demonstrado pela ciência e por pesquisas."
    Claras só para você. Que pesquisas?

    Já li os comentários e suas refutações, e achei cada um mais vazio do que o outro.

    "Note que você não trouxe questões ou refutações, mas dúvidas que, ao meu ver, típica de uma pessoa sem cultura e que ler pouco."

    Eu não tenho dúvidas em relação a nada. Eu refuto qualquer coisa que você disser sobre os ateus não possuírem algum tipo específico de inteligência, assim que você me apresentar um argumento contundente, que não termine em si mesmo.

    "Eu estou escrevendo rindo da mediocridade das suas questões."
    Aprecio o seu sarcasmo e sua boa vontade, mas gostaria que você fundamentasse a opinião de que sou uma pessoa sem cultura e que "ler" pouco.

    "Antes de rir do meu texto, seja inteligente." Antes de me pedir para não rir, escreva algo que não seja engraçado!

    Espero que me ilumine com seu conhecimento, e não descarte meus comentários. Acredito que toda discussão seja bem-vinda, desde que civilizada.

    ResponderExcluir
  57. Olá!

    Lendo o seu texto cheguei a seguinte conclusão. Baseado, é claro, em minha limitada capacidade de raciocínio lógico-matemática ou matemática-logico-dedutiva.
    De acordo com a bíblia, Deus não faz acepção de pessoas, permite que coisas boas e ruins aconteçam para justos e injustos, nos deu o livre-arbítrio. Entretanto, para uma parcela da sua criação, ele omitiu uma característica essencial para reconhecer a existência de um ser inteligente por trás da criação do universo: a inteligência lógico-matemática. Assim, ateus estão destinados ao fogo eterno, uma vez que não possuem inteligência para discernir sobre a necessidade de reconhecer o 'creador' de tudo. É isso mesmo?

    ResponderExcluir
  58. Estudos recentes apontam que cientistas descobriram a área do cérebro responsável pelas questões matemáticas. A conclusão preliminar é que, estimulando essa área com impulsos elétricos, estudantes que tem problemas com matérias como matemática, passarão a aprendê-las com mais facilidade. Nesse caso ficam as questões:
    - Um ateu que passar por esse processo de assimilação matemática terá uma possível propensão ao teísmo?
    - Os ateus tem esses "problemas da inteligência lógica-matemática" porque são ateus ou são ateus porque têm esses problemas?

    ResponderExcluir
  59. A realidade é mediada por nossos sentidos. Tudo o que vemos, sentimos, ouvimos, degustamos e cheiramos passa justamente por esses órgãos. Tudo o que sentimos é baseado não em uma realidade direta, mas em uma realidade percebida pelos nossos sentidos. O que eu quero dizer com isso? Quero dizer que nenhuma realidade percebida por alguém pode ser declarada como "a verdade", visto que é uma interpretação do mundo. Assim, só o fato de acreditar em uma verdade absoluta já demonstra em você um déficit cognitivo. Abraço.

    ResponderExcluir
  60. Tharsila -1


    Tharsila, por que agradecer se você usa a ironia? Isso se torna mais patético. Você fala de humildade, mas estou apenas escrevendo à sua altura para uma pessoa de seu nível. Estou sendo como Cristo que foi sincero a ponto de chamar fariseus e saduceus de “Raça de víboras” e “hipócritas”. No seu caso, é somente o que está em Sl 14.1 – uma pessoa insensata e sem inteligência lógico-matemática.

    Você demonstrou que não tem cultura ao rir de algo que você não tem resposta, pois não vi refutações das evidências que foram colocadas, mas apenas comentários medíocres que ratificam que você é uma pessoa que não tem cultura.

    Quanto aos livros, eu acho que você leu poucos pela mediocridade de seus comentários e dúvidas. No entanto, a pergunta é qual a sua formação e títulos, que ao meu ver, são pobres pelos argumentos.

    Você tem que apelar para outro assunto porque percebeu que não tem o bastante para negar o que o texto afirma, pois você é uma pessoa que tem baixa inteligência lógico-matemática como vou demonstrar no meu comentário.

    No entanto, está me julgando pelo meu português por uma resposta de um comentário, até informal? Não obstante a isso, gosto de Língua Portuguesa e podemos pensar um pouco sobre ela.

    O que é “VÁRIAS ORAÇÕES EM UMA SÓ”? Isso não existe na língua portuguesa. Note o quanto essa afirmação é patética dentro da Língua Portuguesa! Se existem várias orações, não podem existir VÁRIAS ORAÇÕES EM UMA, porque oração existe quando há presença de um VERBO. Como você afirma EM UMA SÓ se há vários verbos? Jamais pode haver UMA SÓ ORAÇÃO.

    Eu vou corrigir somente o texto que você me corrigiu para que você saiba o quanto é patético que está fazendo:

    [Você escreveu: “"Por causa que" é gramaticalmente incorreto, o que torna sua frase pobre. Além disso, você juntou várias orações em uma só, tornando a coisa toda mais confusa ainda. A frase começa com "portanto", depois passa para a explicação de porque eu tenho dúvidas e a ideia é cortada, não sendo levada a conclusão alguma. Percebe-se que a sua cultura infinitamente superior não o ajudou a escrever melhor.”]

    O certo é:

    "Por causa que" é gramaticalmente incorreto, POIS [o que] (é conclusão e deve ter uma conjunção SAC) torna sua frase pobre. Além disso, [você juntou várias orações em uma só](absurdo isso como expliquei), tornando a coisa toda mais confusa ainda. A frase começa com "portanto", depois[,] passa para a explicação de [porque] POR QUE eu tenho dúvidas e a ideia é cortada, não sendo levada [a] À [TEM CRASE] conclusão alguma. Percebe-se que a sua cultura [,] infinitamente superior[,] não o ajudou a escrever melhor.

    Com isso, demonstra-se que além de problema lógico-matemático, você tem de língua Portuguesa.

    ResponderExcluir
  61. Tharsila -2


    [Sim, essa lógica existe e é conhecida. Mas não significa que ela seja verdadeira. Uma mente inteligente pode criar sistemas complexos, mas nunca foi observado ou provado que uma mente inteligente tenha criado um sistema perfeito, porque tudo na natureza observável está sujeito a falhas de formação ou de funcionamento. Como você explica a existência de falhas em um sistema supostamente perfeito?]

    Primeiramente, vou corrigir seus erros de Português, pois você não é inteligente na nossa língua também:

    O certo é:

    [Sim, essa lógica existe e é conhecida[,] mas não significa que ela seja verdadeira.

    Como eu falei, você tem uma deficiência lógico-matemática de ver isso no universo. Vou fazer como um professor de criancinhas:

    Quando se fala sistema perfeito e inteligente é no sentido de perfeição em função e projeto pelo qual foi feito. Por exemplo, um motor de um carro é perfeito em sua função de fazer um carro correr a 300Km/h, mesmo tendo a possibilidade de falhar ou quebrar peças, etc. O motor do carro com peças preparadas no tamanho certo, com funções mínimas e específicas que o faz correr é um sistema perfeito e não pode ter vindo ao acaso. Perfeição não é sinônimo de eternidade ou falta de falhas. Fosse assim, não existiria nada no mundo que fosse perfeito. Mesmo que eu concordasse com você que não fosse perfeito, o problema do projeto inteligente ainda persiste e somente se explica com um Ser inteligente, Poderoso e Criador. (Não tem inteligência para perceber isso! Comprova meu texto.)

    Se existisse a mínima falha de informação no seu DNA (uma simples enzima que deixasse de funcionar), você não seria somente deficiente de inteligência lógico-matemática; você seria uma anomalia ou não viveria.

    ["Por exemplo: o argumento da teoria dos vários universos que Dawkins propaga. Fica mais que claro que isso é apenas um mito científico, pois não é provado, para explicar o que Deus seria a explicação mais simples."
    Não fica claro em nenhum momento que isso é apenas um mito científico. Você só o considera como tal por simples vontade de que seja um mito. E sinto muito que você não demonstre inteligência lógica suficiente para compreender isso, mas algo que não está provado não deve ser descartado como falso. A não ser que exista uma grande quantidade de evidências contra uma hipótese, ela se mantém como válida.

    Corrigindo seu texto:

    [Você usa o ponto final quando deveria usar a vírgula, pois precedem conjunções]

    Você só o considera como tal por simples vontade de que seja um mito [E] sinto muito que você não demonstre inteligência lógica suficiente para compreender isso, mas algo que não está provado não deve ser descartado como falso [,] A não ser
    Deus seria a explicação mais simples? Isso é um argumento? Vamos todos então desistir de investigar fatos e ideias, a explicação que parecer mais simples será a verdadeira.]

    É um mito porque não pode ser provado e é até absurdo. Se não concorda, é só mostrar as provas (não o enunciado da teoria). Sua inteligência é menor que eu pensava, pois acha que a teoria dos vários universos não é um mito.

    Claro, tudo que é afirmado em ciência precisa ser provado, se não passa a ser um mito ou apenas uma teoria como afirmou Popper. Em ciência, qualquer coisa que é afirmada tem que ser observada e analisada repetidas vezes para ser um fato científico.

    Deus é a explicação mais simples que responde melhor o começo do universo. Vocês que não têm inteligência e não conseguem perceber isso, devido ao problema.

    ResponderExcluir
  62. Tharsila - 3


    [Errado! Como você explica, então, a existência de inúmeros cientistas brilhantes que não tem a Bíblia como referência? Acreditar na Bíblia e chegar a conclusões cientificamente válidas não são situações interligadas.
    Um ateu poderia utilizar sua linha de raciocínio para formular o seguinte:
    Hitler acreditava em Deus e na Bíblia. Hitler foi um criminoso monstruoso. Logo, quem acredita na Bíblia apresenta desvios de caráter.
    Acrescente-se aí inúmeros casos de criminosos e assassinos que se dizem religiosos e terá um exemplo compatível.
    Mas sabemos que isso não é verdade, porque uma coisa não influencia a outra, em nenhum dos exemplos.]

    Corrigindo seu texto. O certo é:

    Errado! Como você explica, então, a existência de inúmeros cientistas brilhantes que não TÊM a Bíblia como referência? Acreditar na Bíblia e chegar a conclusões cientificamente válidas não são situações interligadas.
    Um ateu poderia utilizar sua linha de raciocínio para formular o seguinte:
    Hitler acreditava em Deus e na Bíblia. Hitler foi um criminoso monstruoso. Logo, quem acredita na Bíblia apresenta desvios de caráter.
    Acrescente-se aí inúmeros casos de criminosos e assassinos que se dizem religiosos e terá um exemplo compatível [,]
    Mas sabemos que isso não é verdade, porque uma coisa não influencia a outra [.] Em nenhum dos exemplos.

    Não me baseei em Galileu para demonstrar que a Bíblia é correta, mas tentei mostrar que cientistas como Galileu, Newton, Kepler e outros tiveram como cosmovisão a Bíblia. Afirmei isso porque alguns afirmam que “a maioria dos cientistas é ateu” dando a entender que a Bíblia não tem importância na ciência.

    Sua inteligência não fez a diferença entre fé e ciência, embora que elas estejam interligadas. Cientificamente, é impossível um morto voltar.

    Eu não duvido, diante de sua inteligência, que acredita nisso…

    Hoje, pode-se dizer, com base científica, que um morto não pode voltar ou ter de volta órgãos que foram destruídos pelo tempo. Não precisa ser imortal para saber isso, basta ser inteligente! Está vendo que quem é cristão é mais racional que um ateu sem inteligência!

    Quando a Bíblia fala de ressurreição, ela deixa claro que será um milagre vindo do Deus e não a ciência.

    Você não pode dizer que NÃO HÁ NECESSIDADE de um ser inteligente. Primeiro, porque, para isso, deve ter todas as respostas que evocam como começo de tudo, origem de complexidade irredutível, máquinas biológicas, informação de alto nível no DNA, sintonia fina. A ciência não tem e muito menos você com essa cultura ínfima. No entanto, tudo isso exige um ser inteligente por conclusão lógica.

    Você é apenas uma pessoa que tem vontade que não houvesse necessidade, mas demonstra que nem conhecimento básico você tem, quanto mais para chegar a essa conclusão.

    Você acha meus comentários vazios porque sua inteligência é vazia e você não é inteligente. Admita isso e saiba que você é a prova viva do texto escrito acima.

    Quanto às correções, se eu fosse corrigir seu texto todo seria só para isso, mas apenas para saber que mais uma dificuldade tem: Língua Portuguesa.

    ResponderExcluir
  63. Rodrigo,


    Sim. Deus não faz acepção de pessoas no sentido de que ele não privilegia ninguém baseado em méritos humanos, mas ele escolheu alguns para que o adorem de coração segundo à sua vontade.

    No caso dos ateus, não necessariamente teria que ser cristãos, nem que o simples fato de serem teístas têm o favor de Deus. No entanto, os ateus nasceram com uma dificuldade de percepção no cosmos de coisas simples. Isso é o juízo de Deus na vida dessas pessoas.

    Veja o que o apóstolo Paulo escreveu em Romanos 1.18; 21:

    “A ira de Deus se revela do céu contra toda impiedade e perversão dos homens que detêm a verdade pela injustiça... Porquanto, tendo conhecimento de Deus de Deus, não o glorificaram como Deus, nem lhe deram graças; antes, se tornaram nulos em seus raciocínios, obscurecendo-se-lhes o coração insensato.

    ResponderExcluir
  64. Cláudio,


    quero parabenizá-lo pela sua pergunta. Finalmente um comentário inteligente!

    Acredito que melhoraria em muito a percepção lógico-matemática do cosmos. Acredito que os agnósticos já têm uma maior percepção do cosmos que os ateus.

    Contudo, saiba que é mais complexo que se pensa. As pesquisas científicas do cérebro é mais por intuição. Por exemplo, colocam uma pessoa para fazer cálculos e veem em qual área do cérebro está mais evidenciada em aparelhos. No entanto, a grande dificuldade é como levar uma pessoa raciocionar, pois a lógica e a noção de matemática no cosmos exigem o raciocínio e o pensar. Esses precisam de muito mais que impulsos elétricos, mas de conhecimento, análise e saber relacionar a sua existência com as demais coisas. Isso inclui a subjetividade que vai além do cérebro.

    No entanto, a questão não é somente essa, mas está na natureza humana que ajuda a querer que Deus não exista para fugirem da responsabilidade moral diante dele. Por isso, não basta ser teísta, mas adorá-lo.

    O apóstolo Paulo afirma que são ateus porque suas mentes se tornaram insensatas (Rm 1.18-24). Portanto, acredito que eles são ateus porque eles têm esse problema somado à natureza caída e cheia do juízo de Deus conforme Rm 1.18.

    ResponderExcluir
  65. Alyson,

    Isso que você escreveu é uma verdade absoluta?

    Se sua resposta é sim, sua própria declaração vai contra você. Fazendo-o um verdadeiro pateta.

    Se a sua resposta for não, por que escreveu isso? Já que eu tenho a minha verdade. Todos os seus conceitos são nulos e você não têm razão de escrevê-los

    Escrevi que um ateu não tem noção filosófica - eis uma prova.

    ResponderExcluir
  66. OK, tudo que é complexo exige um criador. Quem criou o criador? Ou o criador é imune às regras dos argumentos ridículo-religiosos? :)

    ResponderExcluir
  67. pelo que eu entendi você basicamente diz que:''Deus existe e quem não acredita é por que é burro e não consegue ver isso no universo''
    Opiniões são opiniões, porém eu mesmo poderia dizer que '' Deus não existe e quem não acredita sofre de deficit de inteligencia, e não consegue entender o raciocínio da ciência e não procura inteligencia, apenas se fecha em um mundo onde todas as lacunas da existência são preenchidas com deus'' na minha opinião seu argumento não é valido, você não foi imparcial, oque sinceramente não ajuda em nada o seu texto, também achei curioso o fato de todos que possuem algum argumento valido são considerados sem inteligencia( quase todos eles tem algum tipo de ofensa a quem não acredita no seu deus).
    tente não ofender pessoas com as quais você discorda, admito que você consegue debater bem ( pelo menos do meu ponto de vista este texto acabou rendendo alguma perda de tempo),
    Eu tenho 14 anos, e você pode falar oque quiser, que sou burro, criança ingenua,(tenho certeza que caso você tenha lido, foi um dos primeiros pensamentos que vieram a sua cabeça após ver que eu discordo com sua opinião) e qualquer outro tipo de julgamento prévio, porém se uma criança boba igual a mim consegue ver que praticamente o mundo todo esta mergulhado em uma mentira, bom não acho que meu comentário deva ser dispensado, só não acredito em historinhas impossíveis contadas de geração em geração.
    e te garanto, que é por pessoas iguais a você (que não conseguem discutir sem ofender) que ateus e teístas não conseguem ''conviver bem''
    só estou pedindo que pare, gostei do texto, apesar de não me convencer e apresentar apenas argumentos que pra mim não são validos ( curiosamente é o mesmo que acontece com você quando lê algum argumento de um ateu) porém não te ofendi nem estou dizendo que você é pouco dotado de inteligencia logico matemática e não estou dizendo que religiosos são menos favorecidos de capacidade de raciocínio ou coisa parecida.
    e só para constar, não se baseie na bíblia, pois assim eu poderia me basear em harry potter para criar uma religião nova, ou até mesmo as cronicas do mundo emerso, que são livros de ficção pura ( exatamente igual a biblia, porem estes dois últimos todos sabem de que sua historia é falsa,ah! e eles tem mais leitores também.)
    enfim, acho que é isso, vou fazer alguma coisa mais útil e daqui um tempo volto neste site para ver se você respondeu, alias, tente não me chamar de imaturo/burro/infantil/desprovido de inteligencia logico matemática/ e mais algumas outras que você pode tentar....
    tente,apenas, argumentar de forma CLARA sem palavras difíceis ( é, desculpe-me pela minha falta de inteligencia cognitiva )se você colocar palavras que facilitem o entendimento do texto garanto que muito mais pessoas poderão ler ele inteiro sem ficar com sono.

    enfim, só queria deixar claro isso, você pode fazer oque quiser, não publicar meu comentário(oque alias, percebi que você ja fez antes com outros leitores e achei um pouco curioso...),me ofender, tentar argumentar mesmo eu considerando seus argumentos pouco convincente...
    a propósito, adorei a historia da chapeuzinho vermelho:

    '' É óbvio que, para quem tem uma percepção inteligente, ninguém vai nem entrar nesse detalhe, exceto um lunático, >>>>>>pois todos sabem que o Lobo Mau é uma ficção.''<<<<< concordo com esta ultima parte |^^,|
    e mais uma vez, desculpe pela minha falta de inteligencia cognitiva socio logico cultural matematico linguistica capitalista ( não consigo evitar o sarcasmo)

    ResponderExcluir
  68. Mas e os estudos que relacionam maior nível de educação com menor crença em deus?

    ResponderExcluir
  69. Anônimo de 14 anos,

    cuidado com seus comentários num blog que coloca provas da inteligência dos ateus em um texto. Portanto, nada de sarcasmo ou ironia para que eu não o trate como merece. Principalmente que você está começando a estudar agora. Não sabe coisas básicas que seriam necessárias para, talvez, tirá-lo dos vários abismos falaciosos de ateus de Orkut.

    Note que todos aqueles que comentaram com seriedade tiveram respostas devidas. Porém, aqueles que começam com ironia, recebem, como resposta, a lembrança do tema do meu texto. Não ofendi aqueles que discordaram de mim. Apenas, demonstrei que o meu texto tem razão e demonstrei o porquê.

    Portanto, quero responder a você que com base em que você chama a Bíblia de “historinhas impossíveis”. Com base em que você pode me provar que não podem existir milagres dos quais testemunhas oculares viram e escreveram nela, sendo comprovado pela Arqueologia lugares, pessoas e artifícios? Portanto, você não tem argumentos científicos, já que usa como base somente a ciência e não a fé, de afirmar que a Bíblia é “historinhas impossíveis”.

    Você disse que poderia dizer como eu afirmei: “Deus não existe e quem não acredita sofre de deficit de inteligencia, e não consegue entender o raciocínio da ciência e não procura inteligencia, apenas se fecha em um mundo onde todas as lacunas da existência são preenchidas com deus''.

    Há uma grande diferença: nós não negamos evidências no cosmos, na biologia, na física. Nós admitimos que tudo isso veio de uma mente inteligente. Os ateus são diferentes. Eles negam o óbvio, o que está claro e tentam “tampar o sol com a peneira”. Por isso, são deficientes e nulos em seus raciocínios.

    Anônimo, a comparação da Bíblia com o Harry Potter já é uma dificuldade de raciocínio, pois a Bíblia está nas grandes universidades e referenciadas por vários cientistas, pois traz temas que a ciência ainda não tem respostas. Nada a ver com Harry Potter. Pena que você só consiga perceber somente Chapeuzinho Vermelho, como citou, e Harry Potter.

    Se ler o texto até o fim, perceberá que não usei a Bíblia somente para chegar a essa conclusão, mas baseei-me em fatos científicos. Basta ler até o fim o meu texto.

    Portanto, Anônimo de 14 anos, estude mais, pesquise, converse com outras pessoas que têm uma ideia diferente; leia sobre o Design Inteligente com a mente aberta; pergunte à vontade. Não vá por esse caminho do ateísmo, pois você ficará sempre sem as devidas respostas que satisfarão a sua mente e existência.

    Um conselho: não acredite nos ateus de orkut. Existem muitas falácias. Muitos nunca leram um artigo científico ou coisa parecida. Pesquise mais e procure a verdade a todo custo com honestidade que a achará.

    Não vou lhe responder mais, pois não contribui nada ao tema, exceto se eu perceber que tem sinceridade nas perguntas.

    Bem, acho que deu para entender minhas palavras. Um abraço.

    ResponderExcluir
  70. Anônimo,

    Tudo que é complexo, só que no universo. Deus está além do universo. Se Deus precisasse ser criado, ele estaria dentro da série da criação e seria um absurdo, logo não seria Deus. Para criação do tempo precisaria alguém além do tempo; para alguém criar o espaço, deve ser alguém além do espaço. A ciência aceita que o tempo e o espaço tiveram início. Portanto, Deus é o criador e não faz parte da série da criação.

    ResponderExcluir
  71. Alguns comentários não vão ser respondidos por vários motivos:

    1. Quando o post não tem sentido, está fora do tema ou não é inteligente

    2. Quando a pessoa não entendeu o texto ou não entendeu os teóricos postados como alguém que disse que Gardner já foi refutado.

    Logo demonstra que essa pessoa não conhece sobre o autor, nem entendeu suas teses, pois ele não quis comprovar nada de Deus, mas falar de inteligências.

    Hoje é um dos teóricos mais usados em teses de mestrado e doutorado em educação.

    Portanto, os ateuzinhos de orkut e wikipédia, que não entendem um dos teóricos escritos ou que não leram as referências do texto não serão respondidos.

    3. Quando já foi respondido no texto ou nos comentários.

    ResponderExcluir
  72. Alex,

    Você sabia que as grandes universidades do mundo foram fundadas por protestantes teístas? Os países mais educados são protestantes.

    ResponderExcluir
  73. Ola Francisco,

    antes de mais nada gostaria de falar que sou Católica Apostólica Romana Carismárica, amo a minha religiao e a Deus.
    Seu texto é muito bem escrito e defende o seu ponto vista. acredito em algumas coisas que voce escreve, mas discordo apenas do fato de voce escreve-las da forma como escreve. como disse a primeira pessoa que postou um comentário em seu blog, esse texto é para quem já acredita em Deus ou esta em uma leve dúvida. Convivo com alguém que nao acredita em Deus e por isso falo isso. Acredito que não devemos julgar o outro (ate pq esse é uma das leis de Deus, "não julgar o proximo, já que com a msm moeda que julgas serás julgado") nao falo assim para que vc tente rebater a minha resposta ou algo do tipo, falo para que voce perceba que com quanto mais rude voce for com as pessoas que nao acreditam em Deus, mais rudes elas serão com vc, e o seu objetivo ficará longe de ser atingido. Voce pode está pesando: Nossa, como uma Católica Apostólica Romana Carismática pode pensar dessa forma?! Penso assim pq aprendi a conviver com as diferenças, e acredito que pelo fato de as pessoas que nao acreditarem em Deus isso não as tornam menos inteligente. A pessoa na qual convivo é Super inteligente e aberta a novos pensamentos, nao vive ou pensa apenas com a lógica da matemática ou centrado em apenas alguma coisa. pelo contrário, cada vez que surge uma nova questao, seja sobre qualquer assunto, novas hipoteses e questoes, filosóficas msm, surgem e que discordam com a logica d que eles sao menos inteligentes. Em algumas das suas réplicas (já nao me lembro qual) vc mensionou algo sobre a verdade absoluta e q se a pessoa já acredita q a verdade dela nao eh absoluta, pq mensionar? Mas se isso é um blog e vc deu a sua opniao, pq as pessoas nao podem fazer o msm? o unico problema é que isso esta ocorrendo de forma rude e ,da maneira que anda, serao apenas discursões. Ninguem chegará a um denominador comum. No meu grupo de Oração eu aprendi que a gente só deve iniciar um discussão caso ela traga algo de bom e novo para alguem, caso não, é melhor nem começar. Acredito que se quisermos mostrar o nosso ponto de vista devemos dar abertura para as perguntas e respostas que surgiram e aceitar a forma de pensar dos outros, sem tentar convence-los de algo que vc acreite, mas sim, apenas mostrar o seu ponto de vista, caso as pessoas achem que foi legal, elas podem concordar e ate passar a acreditar junto com vc, caso nao, continuaram com o msm pensamento. Essa é a liberdade de expressão que nos foi dada e que devemos aceitar e nao julgar quem é diferente de nós. O diferente não é errado, é apenas diferente.

    ResponderExcluir
  74. acho besteira que pessoas venham aqui discutir com um teólogo sobre religião. ele já esta permeado de conceitos religiosos e é óbvio que mesmo se dizendo "suave" fez um ataque ao ateísmo, o qual abomina.

    é a mesma coisa que dizer para um médico que a medicina só roubou o conhecimento popular de cura e que a farmacologia só tem servido para patentear ervas naturais para somente enriquecer meia dúzia de pessoas. É lógico que sempre haverão argumentos contra qualquer outro argumento, ilógico é vir expor esses argumentos a quem não quer ouvir eles. Esse texto foi feito para fazer um carinho na mente de pessoas religiosas que não se consideram inteligentes perto de ateus e que estariam desconfiando da religião.

    Inteligência é um conceito tão complexo que não acredito na capacidade de medi-la de qualquer forma. Todo aquele que propõe uma forma de comparação de inteligencia só o faz para legitimar um grupo de pensadores ou uma nação como superior a outra em sua própria escala.

    ResponderExcluir
  75. Fora do tema? Ah, entendí! O tema é fantasia e contos de fadas cujo não se podem provar. É isso, não é?

    ResponderExcluir
  76. Eveline,

    Se você leu meu texto todo, pode notar que começo com uma boa base bíblica. Fiz isso exatamente para me basear nas conclusões que foram demonstradas nesse texto.

    Você escreve que convive com alguém que não acredita em Deus como se eu não convivesse ou não entendesse essas pessoas. No entanto, eu convivo com pessoas de todos os tipos e as minhas refutações vêm, exatamente, dos diálogos e convívio com pessoas que pensam diferente de mim.

    Quanto ao mandamento de “não julgar o próximo”, você interpretou errado, pois Jesus está falando sobre o juízo temerário. Jesus não está proibindo qualquer julgamento, pois ele nos fala no mesmo capítulo para não darmos o que é santo aos cães e pérola aos porcos; como também mandou termos cuidado com os falsos profetas. Todos esses mandamentos exigem um julgamento (Mt 7.1;6;15).

    Meu objetivo foi simplesmente demonstrar que as Escrituras estão corretas e que o ateísmo se baseia em um pensamento deficiente de uma análise lógico-matemática como expliquei. Por isso, antes mesmo de refutá-los, eu dei uma boa base bíblica, que muitos nem perceberam.

    Se a Sra. leu meu texto, perceberá que quando falo de inteligência é somente numa área e da aplicabilidade desta no cosmos. Não estou dizendo que um ateu não tem a capacidade de estudar, fazer cálculos matemáticos ou de ser um cientista. Estou dizendo que os ateus têm a dificuldade de perceber isso no cosmos e na sua existência. Para isso, exige a inteligência lógico-matemática. Todos podem fazer cálculos e estudar matemática. O problema se essa pessoa pode perceber lógica, inteligência em todo esse sistema. Ao que parece, você não entendeu meu texto e nem os comentários, mas aconselho a lê-los novamente com as devidas bases bíblicas, no início do meu texto.

    Você afirma que a pessoa que você convive é super inteligente, mas nega um ser inteligente por trás de todo o cosmos. Eu chego a seguinte conclusão disso: ou essa pessoa não conhece nada de ciência ou essa pessoa conhece e não consegue perceber o óbvio – que somente uma mente inteligente pode gerar coisas complexas, irredutíveis e informação de alto nível, como demonstrei no meu texto. Nesse caso, eu tiraria a expressão “super inteligente”.

    Você está equivocada em muitas coisas. Quando refutei sobre a verdade absoluta, foi porque alguém postou que não existe nenhuma verdade absoluta. Então, eu afirmei que ele entrou numa contradição, pois ele tinha acabado de falar uma verdade que considerou absoluta. Por outro lado, se não existe verdade absoluta, por que ele estaria escrevendo algo sobre isso no blog, se eu tenho a minha verdade.

    Se eu não quisesse abrir para um diálogo, simplesmente teria fechado para os comentário. No entanto, eu respondi a todos aqueles que colocaram de uma forma sincera, embora com muito sarcasmo e desprezo, como eles fazem com todos os cristãos. A esses, apenas eu os lembro do tema que eu escrevi.

    Meu objetivo foi demonstrar que ser ateu é deixar de ser inteligente e demonstrei isso com base na Bíblia, dentro de evidências científicas e de testemunhos colocados e comprovados.

    Portanto, Eveline, eu a aconselho a ler novamente o meu texto, ver as bases bíblicas, ler novamente alguns comentário e entendê-los, pois houve mal entendido de sua parte como de textos bíblicos também.

    As respostas vão no mesmo nível que elas vêm. Quando vêm ácidas e sarcásticas, elas voltam com o peso do texto que escrevi.

    Um abraço.

    ResponderExcluir
  77. Garganta,

    Isso, sim, é preconceito: “acho besteira que pessoas venham aqui discutir com um teólogo sobre religião. ele já esta permeado de conceitos religiosos e é óbvio que mesmo se dizendo "suave" fez um ataque ao ateísmo, o qual abomina.”

    No entanto, eu coloquei argumentos científicos. Se você leu o meu texto todo, deve ter visto. Se não viu, não leu o texto; se leu, fica difícil acreditar na sua percepção científica e na sua inteligência.

    Engana-se em pensar que sou somente teólogo. Eu sou também filósofo e defendi tese em áreas científicas que comprovam o criacionismo.

    As pessoas religiosas são inteligentes a ponto de chegarem numa conclusão lógica que existe um Designer, um Criador de todas as coisas.

    Existem cientistas de ambos os lados. Tanto ateus como teístas em grandes universidades como Oxford, Havard, Chicago, etc. Com a única diferença. Ninguém precisa explicar para um teísta o que significa uma característica de inteligência, ou que fórmulas matemáticas no universo são fruto de uma mente inteligente, ou que informação na célula só pode vir de inteligência.

    Como posso me considerar menos inteligente diante de pessoas que negam o óbvio e que necessitam de explicação sobre características de inteligência?

    Portanto, esse juízo que você faz é o que realmente pensa: “os religiosos são menos inteligentes”, porém, a prática diz outra coisa. Os ateus têm uma inteligência deficiente como expliquei no texto. A prova está nos comentários. O tanto de vezes que eu expliquei por que Deus é uma conclusão colocando evidências científicas e ainda tiveram pessoas que disseram que faltaram provas. Isso é o que?! Apenas uma coisa: Deficiência de inteligência.

    Quem faz carinho nas mentes são os ateus, pois se consideram mais inteligentes. É só dá uma olhada nos comentários para perceber isso. No entanto, meu objetivo é afirmar que o ateísmo é um abandono total da racionalidade e das evidências científicas que levam a um Criador de todas as coisas.

    Portanto, Garganta, engula suas palavras.

    ResponderExcluir
  78. Fora do tema? Ah, entendí! O tema é fantasia e contos de fadas cujo não se podem provar. É isso, não é?

    Anônimo,

    Não. O tema é sobre a sua inteligência que não pode perceber características de inteligência no universo. Não escrevi nenhuma fantasia, mas coloquei argumentos científicos. Ou você não entendeu esses argumentos devido ao seu pouco estudo, ou você tem o problema que tenho falado nesse texto - inteligência.

    ResponderExcluir
  79. Parece até um pedagogo falando(ou demagogo?). Jesus já dizia que não é por muito falar, mas certas pessoas necessitam dar muitas voltas pra aparecer pelo menos uma sombra de algo que possa parecer verdade. Quer uma dica? Use dados científicos pra embasar suas revelações. A esqueci, não existem. Então simplesmente agride. Mas também é uma opção. Uma pergunta? Sua teologia não ensina decência?

    ResponderExcluir
  80. Quando eu era cristão, tinha muito medo de estar mentindo. Isso inclui desonestidade intelectual. Sempre me autocritiquei, repensava as ideias. Pois sabia que quem mente é filho do diabo. E isso me ajudou muito a questionar o próprio cristianismo. Então faço um apelo a você, repense suas opiniões, acredito que todos os religiosos são sinceros e buscam a Deus de coração, mas e a verdade. Pode ser ignorada nessa busca? Não precisa publicar nem responder, só reflita. Os fins justificam os meios? Não tome por ríspida essa minha colocação, pois pelo que bem me lembro, cristãos são educados e gentis, não quero agir diferente.

    ResponderExcluir
  81. Muiito inteliigente fazeer um texto questionando a inteligencia dos ateus e suas supostas dificuldades de percepção da natureza. Qualquer um que questiione sua ideiia seriia classificado, na mesma hora, como um 'ateu com problemas cognitivos'. Seu texto eé inteligente poreem o seu preconceito e a falta de conheciimento em praticamente todos os assuntos relacionados a ciencias da natureza o fazeem tambeem, mediocre.

    No seu texto você usa de uma ciencia desconhecida' no meio academico, usa de TEORIAS que não são aceitaas como verdade por uma maioriia, puramente para corroborar com sua visão religiosa. Nada na fisica, quimica e biologia leva a crer a existencia de um deus. NADA. Você pensa o contrariio somente por causa da sua fé. Isso eé fato!

    Sabe o que te falta, entender mais a fundo as leis da natureza. As Teorias de Evolução das especies (em especial a da Seleção Natural de Charles Darwin), o Big Bang, a forma como atomos se relacionam etc etc etc. Te falta entender as ciências humanas (Como que religiões surgiram?? Quando deus surgio??) Só depoiis que você entender dessas coisas que você vai conseguiir escrever algo descente.

    Você fala bastante que cientistas precisam ter fé e usa isso contra eles, como se ter fé fosse uma contradição. Ora, a biologia explica de onde vem a fé das pessoas, do DNA. Logico que fatores ambientais ajudam maas tambem existem fatores geneticos o que nos diiz que a fé é inata a qualquer ser humano. A diferença é que uns tem fé em doendes, outros em papai noel e outros em estudos cientificos de prestigiados academicamente.

    Você tambem questiona o acaso. Todos questionam o acaso. Afiinal, como é possivel uma vida humana ou qualquer outra forma de vida surgiir do acaso?? Como é possivel bilhoes de atomos, ao acaso, se unirem com 'perfeição' pra formar um corpo humano?? A resposta eé: Não é possivel!! O acaso não faz nada disso. Logico, ele é um ingrediente importante na natureza para que os eventos aconteçam mas não passa disso, um ingrediente. As leis da natureza agem com forças muito maiores que o mero acaso meu caro!

    Posso dizer o que penso. Você é só mais uma pessoa evangelizada, preconceituosa e alienada. Acha que os ateus são um problema no mundo e aii fica escrevendo asneiras por não ter um conhecimento previo de valor.

    Você até pode ter usado dados cientificos no seu texto. Ponto pra você. Mas não eé porque você viu isso em um artigo cientifico que seja verdade. O buraco é muito mais em baixo. Muito mais mesmo. Uma teoria pra ser aceita como verdade precisa ser testada varias vezes, precisa ser revisada, refeita por outros cientistas etc etc etc.

    Agora o que mais me fez rir. Você dizer que a ciencia prova a axistencia de deus. Você nem deve saber o que eé ciencia e como ela é feita. Olha vou parar de escreveer se não nem vou parar mais.

    Francisco Mario, seja um cristão inteligente. Questionar, criticar e debater são ações super saldaveis em qualquer ocasião mas preconceito é ridiculo. Seu texto é preconceituoso, agressivo e sem nenhum fundamento.

    Meu nome é Jan e sou ateu, cientista, professor e biologo.

    ResponderExcluir
  82. Medius,

    Jesus não falou isso. Estude sobre as palavras de Jesus. Dei muitas voltas porque é necessário. Note que mesmo dando essas voltas, muitos ainda não entenderam ou não perceberam os argumentos.

    Leia meu texto que vai notar que tem dados científicos. Se não percebeu isso, você confirma o texto.

    ResponderExcluir
  83. Marcelo,

    E agora, o que o faz repensar a sua honestidade?

    Por eu ser cristão, que eu escrevi esse texto com várias dificuldades científicas sobre o ateísmo.

    Acredito que você não leu o meu texto, pois se tivesse lido, veria as dificuldades que coloquei em relação ao ateísmo.

    Acredito que o aconteceu com você é que lhe faltou base científica e bíblica para reconhecer o óbvio e o simples de uma pessoa inteligente - Deus existe.

    Se você deixou de ser cristão para ser ateu, você nem era cristão e nem era inteligente para perceber as grandes dificuldades científicas quando alguém afirma isso.

    Imagino que você é uma pessoa sem conhecimento em várias áreas científicas e conhecia pouco a Bíblia também.

    Portanto, se for sincero mesmo e honesto com a sua inteligência, vai, pelo menos, afirmar que existe um Deus. Mesmo que não entre em detalhes de quem seja.

    Agora, fica difícil, se não conhece muito sobre alguns dados científicos. Leia meu texto e veja alguns.

    ResponderExcluir
  84. Jan-cientista-biólogo - 1

    Não acredito que você seja de fato o que afirma devido a tantos erros de português e devido a equívocos em seu texto.

    No entanto, vou lhe responder.

    Você falou em falta de conhecimento nos assuntos científicos, porém, fica evidente que você é que está deficiente desse conhecimento.

    Note a sua contradição. Você afirma que eu “uso teorias que não são aceitas POR UMA MAIORIA”. Então tem que admitir que existe uma minoria. Se existe uma minoria, deve concordar que o que afirmou com “NADA NA FÍSICA, QUÍMICA E BIOLOGIA leva a crer na existência de Deus” é patético e contraditório. Isso já demonstra a sua dificuldade de percepção do óbvio e lógico.

    As dificuldades na ciência acerca da complexidade irredutível e da informação no DNA é um problema, pois demonstra um Designer inteligente que ateus teimam religiosamente em não aceitar; porém, existem cientistas em ambas as correntes. Saiba isso.

    Você é um dos vários biólogo, se for mesmo, que não sabe o que eu escrevi. Já falei com vários que nem sabiam sobre o assunto. Você não sabe, por exemplo, que a Seleção Natural está sendo fortemente questionada até por cientistas evolucionistas e não-cristãos, como coloquei no meu texto, mas quem não tem inteligência, fica até mesmo difícil perceber o que está escrito de uma forma explícita. Se soubesse, não teria escrito essa bobagem que eu deveria entender mais sobre a seleção natural.

    As ciências humanas são criadas pelos homens. Portanto, sujeitas à avaliação e a dúvidas. Deveria saber como o ateísmo surgiu também, pois todas as culturas mais primitivas acreditam em um Deus superior. Somente quem é deficiente de lógica e percepção afirma que Deus não existe e que todo esse universo tenha vindo do acaso. Para esses, eu rio de suas conclusões, como estou rindo agora das suas.

    A ciência não explica a fé das pessoas. Quando alguém afirma que qualquer característica de uma pessoa vem do DNA é o óbvio. É como se alguém dissesse de onde vem a luz do dia? Claro que vem do sol. O problema é de onde veio a informação para o DNA para termos fé, raciocínio e isso não é físico, porém, vai mais além, pois exige a reflexão e a relação com a nossa existência.

    A fé é a mesma, tem a mesma essência – seja na Bíblia, seja em estudos científicos, pois exigem acreditar em algo que não se viu ou que experimentou com prova científica, mas apenas em evidências ou na autoridade histórica. No entanto, duendes, papai-noel não existem evidências para a sua existência. Diferente de Deus que existem muitas. Só os ateus que falam neles porque têm a inteligência deficiente. Eu falo sobre isso no meu texto. Leia.

    ResponderExcluir
  85. Jan-cientista-biólogo - 2

    Você afirma que o acaso não pode fazer nada. Afinal de contas, quem fez esse universo ser tão sincronizado com máquinas biológicas e fórmulas matemáticas perfeitas para ter vida? Se não foi o acaso e não foi Deus, foi quem? Onde não existe inteligência, só pode haver acaso. Se o tempo e o espaço não existiam, como surgiram essas leis? Como elas surgiram do acaso? Sempre o acaso teria que vir antes. Sua inteligência não percebeu isso? Eu imagino por quê.


    Leis precisam de um legislador, precisam de alguém que as faça. Sua inteligência não percebe também isso? Mesmo assim, a existência das leis não exclui o acaso que as rege e isso é completamente inviável diante da complexidade do universo. Elas dificultam muito mais, pois elas precisam de projeto. Caso contrário, elas se tornam contra a si mesmo. Imagine as leis do trânsito sem um projeto e planejamento. Haveria um caos porque o universo é mais complexo que o trânsito de uma cidade.

    Eu sou mais uma pessoa evangelizada e você é mais um ateu com dificuldade de inteligência que tenho que explicar coisas básicas semelhante a criancinhas. Os ateus não são problemas porque eles não têm argumentos. Eles são pessoas que alguém que tenha um mínimo conhecimento científico e filosófico pode refutá-los, pois eles se baseiam em argumentos medíocres que não convencem, exceto pessoas com deficiência de inteligência lógico-matemática e filosófica como mostrei no meu texto.

    Quando se fala em artigo científico. Se o artigo científico não for verdade, precisa se comprovado cientificamente. Caso contrário, fica só seu texto com bastante erro de português contra o artigo científico.

    Uma teoria jamais pode ser testada. O que se pode é analisar as evidências que os cientistas relacionam a essa teoria. No entanto, essas evidências podem estar erradas como existem muitos cientistas que abandonaram a Teoria da Evolução, do Big Bang e outras. Assim como o próprio Darwin se enganou em achar que não havia órgãos complexos que não podiam vir de uma forma numerosa e randômica como escreveu no seu livro “A Origem das Espécies”.

    Enquanto você ri quando eu afirmo que a ciência prova a existência de Deus, o que mais me faz rir é a sua contradição e falta de percepção de lógica. Você escreveu em seu texto: “Você até pode ter usado dados cientificos no seu texto. Ponto pra você”. Depois, afirma que riu de mim quando afirmei que a existência de Deus foi provada cientificamente. Afinal de contas, acredite, pelo menos, em você. Se eu usei dados científicos demonstrando por que os ateus têm deficiência de percepção lógico-matemática no cosmos, então a existência de Deus é comprovada pelos argumentos apresentados. Mesmo que tenham sido refutados (que no caso, não foram), não deixam de ter base científica para as evidências da existência de Deus.

    Meu texto não é preconceituoso porque demonstrei os motivos do tema. Preconceito se eu não demonstrasse os motivos. Colocasse simplesmente razões subjetivas e até religiosas somente. No entanto, coloquei todas as razões. Começando da Bíblia até as ciências.

    ResponderExcluir
  86. Eu sou atéia, faço engenharia de materiais em uma instituição pública, estudo cálculo avançado e vou muito bem obrigado, a maioria dos meus amigos da área de exatas são ateus, pra você ter uma idéia não há um religioso na minha turma, então eu sei por experiência própria que os ateus não tem problema de raciocínio lógico, aliás,eu credito que isso não depende muito da escolha religiosa da pessoa. Na verdade eu não resolvi postar esse comentário para rebater as suas críticas aos ateus, por que esse é o menor dos problemas nesse post, o que eu achei péssimo mesmo, deplorável, foi o nível do seu texto, está super mal escrito, nem dá vontade de ler, como um teólogo faz um texto julgando ser praticamente de nível científico, com um desenvolmento pior do que nível de ensino médio e ainda com alguns erros de coesão. Pensando bem o seu texto não ofende os ateus, já que não tem nem como dar crédito a ele, ofende sim os crédulos que deveriam sentir vergonha alheia, por ter um pensador com um desenvolvimento de texo tão ruim os representando.

    ResponderExcluir
  87. Vou corrigir seu texto:

    Eu sou atéia, faço engenharia de materiais em uma instituição pública, estudo cálculo avançado e vou muito bem[,] OBRIGADA[.] A maioria dos meus amigos da área de exatas É ATEU[.] PARA você ter uma idéia[,] não há um religioso na minha turma[.] ENTÃO[,] eu sei[,] por experiência própria[,] que os ateus não TÊM problema de raciocínio lógico[.] Aliás, eu credito que isso não depende muito da escolha religiosa da pessoa. Na verdade[,] eu não resolvi postar esse comentário para rebater as suas críticas aos ateus PORQUE esse é o menor dos problemas nesse post[.] O que eu achei péssimo mesmo, deplorável, foi o nível do seu texto[.] Está super mal escrito[;] nem dá vontade de ler[.] Como um teólogo faz um texto julgando ser praticamente de nível científico, com um DESENVOLVIMENTO pior do que nível de ensino médio e ainda com alguns erros de coesão[?] Pensando bem[,] o seu texto não ofende os ateus, já que não tem nem como dar crédito a ele, ofende[,] sim[,] os crédulos que deveriam sentir vergonha alheia[] por ter um pensador com um desenvolvimento de TEXTO tão ruim representando-OS.

    Maria Cristina, escreva, primeiro, correto. Por enquanto, você é somente uma ateia com problema de inteligência e com uma formação bem deficiente.

    Quanto ao que você escreveu sobre que estuda cálculo avançado, leia meu texto que eu explico bem sobre isso. Caso não tenha entendido, seu problema é demência. Aconselho a procurar um psiquiatra. Ou, então, você é uma ateia loura.

    ResponderExcluir
  88. Francisco, bom dia,

    Particularmente eu achei um excelente texto.

    ResponderExcluir
  89. Atenção, ateus:

    Por motivo que suas inteligências são deficientes, aviso:

    1. Leiam todo o texto - nele coloco bases científicas
    2. Se você não conseguiu perceber alguma coisa científica em todo meu texto, procure um psiquiatra ou termine o ensino médio.
    3. Para saber se você, de fato, adéqua-se ao texto é quando precisar de explicações além dele
    4. Aos demais ateus, vai um teste: relógio + achado = inteligência
    5. Se você não concordar, você tem a inteligência de uma galinha em relação ao cosmos.

    ResponderExcluir
  90. Até pensei em iniciar um debate e troca de informações com vc, mas depois de ler refutações nos comentarios como "ateia lora"... a impressao q tive é q a religiao é, meramente, um instrumento de sectarismo. assim como a fe um instrumento de defesa dessa mesma estrutura de semiotização. porem, a defesa irracional desse investimento emocional não lhes salvam desse stress e da constante necessidade de rearfirmar sua fé, agredindo os demais

    ResponderExcluir
  91. Ps.: deus fez um ateu burro, segundo a lógica do relojoeiro, para q ele nao acreditasse em deus e depois com essa justificativa conde-lo por falta de fé. Quem tem problemas lógicos-matemáticos?

    ResponderExcluir
  92. Ateu de nome ateu,

    Deus não condena somente ateus, mas a todos que não responderem com fé na pessoa de Jesus.

    Com respeito ao propósito de "Deus fazer um ateu burro para depois condená-lo" em nada desfaz a sua existência, mas isso diz respeito à sua soberania.

    No entanto, aprenda (se vc pode perceber isso) que toda a humanidade está debaixo do juízo de Deus desde o início. Portanto, Deus deixou todos em situação de morte, salvando somente alguns.

    Cuidado ao tocar em Deus (teológico) e no seu propósito porque precisa-se saber através da sua revelação que é a Bíblia e você não sabe.

    ResponderExcluir
  93. Você pegou o "bonde andando". Se visse o contexto, perceberia que a todos que comentaram com decência, tiveram respostas adequadas. No entanto, aqueles que não respeitaram o texto e vieram com ofensas, tiveram o devido tratamento: o texto que fala da sua inteligência.

    Se achou que a minha defesa foi irracional, por que queria debater e trocar informações?

    No entanto, se não notou alguma racionalidade no meu texto. Você foi o pior ateu que postou aqui.

    Você é um exemplo claro do texto: falta inteligência e é pior que todos os que passaram por aqui.

    ResponderExcluir
  94. Existe uma diferença muito grande entre o teísta e o ateísta. O ateísta, não acredita em milagres, por isso inventou a ciência, é ciência, que resolve os problemas da humanidade. Por ai, já fica provado quem é o mais inteligente.

    ResponderExcluir
  95. Lopes,

    Errou! Os maiores nomes da ciência desde Aristóteles não eram ateus: Galileu, Kepler, Newton, Pascal, Pasteur, Eistein, Francis Collins.

    Portanto, você continua sendo o que o texto afirma e mal informado, por sinal.

    ResponderExcluir
  96. Pedro Folle,

    pois engula. Esse lixo é para você mesmo.

    ResponderExcluir
  97. Li todo o seu texto e comentários.
    Apenas tenho uma coisa a dizer:
    SE O INFERNO EXISTISSE VOCÊ ESTARIA NELE, OU TALVEZ NEM O DIABO GOSTARIA DE ALGUÉM COMO VOCÊ POR LÁ.
    O "teólogo" mais desprezível que já li na vida.

    ResponderExcluir
  98. Argumentum ad ignorantiam...
    Argumento do relojoeiro...
    Bíblia?!?!?!

    Você usa isso para dizer que ateus são "mais burros" que teístas?

    Não teria problema nenhum em usar isso para defender uma suposta existência de deus, mas usar isso para tentar criticar a inteligência dos ateus, é realmente a coisa mais estúpida que eu já vi.

    Há trilhões de ateus pelo mundo que vão te dá uma lição absurda sobre qualquer assunto... Há teístas também. Religião, crenças, deus, nunca vai determinar a inteligência de alguém.

    Ser ateu não significa ser mais inteligente que ninguém, o que vai determinar isso é enfiar a cara nos livros. Seu erro começou ai...

    Além do mais, esse tom ofensivo... Arrogância é o primeiro sinal de falta de inteligência... Pela primeira vez sinto pena de alguém ao defender seu ponto de vista.

    Isso é a maior demonstração de burrice que eu já vi. Adeus, perdi meu tempo aqui.

    ResponderExcluir
  99. Amigo Francisco Mário,

    Você está defecando pela cabeça.

    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  100. Uma pessoa que crê na bíblia não pode discutir lógica com ninguém.

    ResponderExcluir
  101. Sou ateu e percebo que se alguém tem algum problema de inteligência é você.
    Meu caro, enquanto os "intelectualmente superiores" católicos ficavam indo em festinhas na adolescência, eu já dominava Cálculo e boa parte de Física Moderna.
    Sou a prova de que tudo isso é besteira.

    ResponderExcluir
  102. Realmente Schopenhauer, Clarke, Camus, Einstein, Gates, Darwin, Nietzsche, Wells, Sartre, Lennon, Saramago, Pauling, Foucault, Chomsky, Niemeyer, Freud, Hawking, etc têm sérios problemas de inteligência... e estão errados. só um completo parvo pensaria numa BURRICE dessa.

    ResponderExcluir
  103. Diego,

    Todos os que você citou têm, sim, problema de inteligência, se levarmos em conta as teorias de Gardner.

    Parece que você não leu o texto ou você é um ateu de quinta que posta sem a menos ler o texto como deveria.

    Aprenda: Einstein não era ateu. Vai estudar antes de postar bobagem.

    ResponderExcluir
  104. Querido, o seu texto é o que posso chamar de uma diarreia mental... coitado. Seu cérebro deve se sentir aliviado toda vez que vai ao banheiro. Nunca vi coisa mais estúpida e sem fundamento! Se você realmente acredita nessa baboseira toda, é você que tem sérios problemas de inteligência, todas elas... Vou te ajudar! Tente entender o significado da palavra ceticismo e talvez consiga perceber o quanto está sendo ludibriado por porta-vozes da pseudo-ciência. Provavelmente acredita em horóscopo também...

    ResponderExcluir
  105. Anônimo da Diarreia,

    O máximo que você pode perceber do cosmos é o que você escreveu: diarreia, fezes, coisas de banheiro. Isso porque sua mente é de um ateu. Ceticismo nunca pode ser sinônimo de incoerente. Cético é aquele que precisa de evidências consistentes e ele as segue, caso as ache.

    No entanto, como você é um ateu sem inteligência, cético para você é negar qualquer coisa, mesmo existindo evidências claras. Isso não é ceticismo, mas idiotice.

    Você diz que meu cérebro fica aliviado todas as vezes que vou ao banheiro, mas com esse cérebro que demonstrei claramente, no texto acima, que você não passa de um idiota, pois você não refutou nada dos argumentos.

    Portanto, eu que provei, de fato, que você tem fezes na cabeça. Você não.

    ResponderExcluir
  106. Por onde começar? Bom, inicialmente, discordo do seu texto. A idéia de assumir que um certo grupo de pessoas é inferior em uma certa área devido a crenças não faz sentido. Cristianismo, islamismo, ateísmo, não é genético, judaísmo é, mas a crença nos seus ideais não, então não deveria afetar a inteligência. É claro que você pode dizer que apenas uma pessoa sem inteligência lógico-matemática, se tornaria ateu após se desenvolver intelectualmente, no entanto se fosse esse o caso, não deveríamos ter matemáticos ou cientistas ateus, quando, na verdade, estes são a maioria. Infelizmente não tenho nenhum dado comprovando essa afirmação, mas também não tenho tempo de pesquisar, se for do seu interesse, busque uma fonte e prove meu erro.
    Quanto a Einstein, tão comentado nesse debate, realmente não era ateu, nem cristão, ou judeu(por religião, no entanto defendia a cultura a qual ele fazia parte). Ele não acreditava no Deus bíblico e sim em um criador, que não se envolve nas questões humanas, só deu início a tudo, ou seja deísta.
    Eu imagino que no texto seja isso que você defenda, um criador, no entanto, você cita a bíblia, que todos nós podemos admitir não ser um documento histórico ou científico, a não ser que você ache que a gênesis bíblica é um fato, uma arca consegue abrigar mais de 10 milhões de animais e uma família por meses em completa harmonia, a terra é plana, o sol se movimenta, virgens dão a luz, um grupo de pessoas caminha por 40 anos no deserto sem deixar um único vestígio, entre outros absurdos.
    Então me explique, qual o fundamento de citar a bíblia em um texto com conotações científicas, afinal mal pode se dizer que o deus criador que você defende é o mesmo deus bíblico que, convenhamos, parece um alcóolatra raivoso.

    Não vou citar Hitler ou Stallin ou quem seja, porque não vem ao caso. Não é certo dizer que uma pessoa tem a mesma capacidade destrutiva desses homens por simples crença. É o mesmo que dizer que crença e inteligência tem alguma relação. Hitler sendo católico causou um genocídio e os comunistas sendo ateus, não ficaram atrás, no entanto não para defender suas crenças ou descrenças e sim o poder. Até mesmo a inquisição, tão citada pelos ateus, não foi feita por deus(que eu não acredito na existência), mas sim pela vontade dos padres de manter o poder. Logo é correto afirmar que esses movimentos, por mais que tenham influências religiosas, não foram movidas por religião. Note que o mesmo não pode ser dito nos países islâmicos, ou quanto a certos desrespeitos ao laicismo do estado, recentemente vistos na nossa política, esse tem um cunho mais religioso do que simples busca de poder.

    Discordo também do argumento do relojoeiro, a natureza de um relógio e do universo são diferentes, o universo não precisa ter vindo de um ser criador, todo-poderoso, bondoso e inteligente, na verdade uma observação profunda, mostra uma maior aleatoriedade nessa "criação", do que precisão. Simplesmente não sabemos o que criou o Universo ou se este foi criado, da mesma forma que Newton atribui a estabilidade das órbitas dos planetas a deus, hoje sabemos que não é o caso. Ou seja o tal relojoeiro é simplesmente o deus das lacunas, enquanto houver perguntas, deus "existirá" para respondê-las. Talvez um dia todas essas perguntas sejam respondidas, não em um futuro próximo, talvez nem por nossa sociedade, e considerando o tamanho do universo, talvez alguma raça por nós desconhecida, já tenha desvendado. No fim a conclusão é que não sabemos.

    Concluindo, ninguém pode dizer com certeza se deus existe ou não, eu não acredito, você acredita. Respeito sua decisão, espero que respeite a minha, de não ver deus onde você vê. Creio que pôr a "culpa" em deus por tudo que desconhecemos é preguiça.

    Raphael

    ResponderExcluir
  107. Raphael - resp. 1

    Primeiramente, Raphael, quero pedir-lhe desculpa por somente agora responder-lhe. O motivo é que sou professor e nesse período tem muitas tarefas e compromissos.

    Também, quero dizer que percebi a sua sinceridade e o primeiro a afirmar que Eistein não era ateu. Talvez, você tenha lido mais sobre ele que os demais que postaram. No entanto, segue a minha resposta a você por etapas.

    Eu não afirmei em lugar nenhum lugar do meu texto que o ateísmo é genético. Você se enganou profundamente. Eu afirmei que um ateu tem profundos problemas de inteligência lógico-matemática. Os motivos podem ser vários desde uma mente nula por querer seguir seus próprios princípios, como um abandono da racionalidade por motivos ideológicos.

    Depois, eu expliquei no meu texto que os matemáticos e cientistas, que são ateus, somente percebem a matemática nas fórmulas e nos sistemas fechados. Eles não têm capacidade, por exemplo, de ver fórmulas matemáticas no universo, pois acham que vem do acaso e não de um Designer. Isso é uma profunda deficiência de percepção lógica-matemática.

    Você está enganado quando afirma que existem mais cientistas ateus que teístas. Existem cientistas em ambos os lados, nas mesmas universidades. Principalmente, que pesa muito que os maiores nomes da ciência foram e são cientistas teístas como Galileu, Kepler, Pascal, Newton..., Einstein, Francis Collins).

    Quando você fala de Einstein, posso dizer que, finalmente, alguém leu alguma coisa sobre Einstein, porque a maioria dos ateus é mal informado sobre ele quando afirma que era ateu. Ou são mal informados, ou não têm inteligência para entender isso. No entanto, o Deus de Einstein, apesar de não ter as mesmas características dos cristãos, ele criava leis e organizava-as, pois ele dizia: “Deus não joga dados”. Portanto, Einstein tinha inteligência suficiente para não ser ateu.

    Citei a Bíblia exatamente para demonstrar que ela está completamente correta, pois ela afirma que um ateu é insensato e demonstrei fora dela que é exatamente isso.

    O gênesis bíblico tem as únicas respostas que a ciência resiste em aceitar como: começo de tudo, motivo de complexidades irredutíveis, origem do mal e do homem. A ciência não traz essas respostas com coerência como a Bíblia responde. Você desconhece muitas coisas da história e de Hermenêutica e, como leigo, entendo por que não sabe. Por exemplo, quando os patriarcas falavam de 4 cantos da terra era uma visão da época. Isso é perfeitamente legítimo levando em conta contexto e a sabedoria da época. No entanto, existem registro na Bíblia que fala da redondeza da terra. Também, você desconhece as várias evidências arqueológicas do Êxodo, dos patriarcas, de Davi. Quanto à arca, você desconhece que não foram todos os animais que temos hoje, pois já estava no propósito as variedades das espécies que iriam se adequar ao clima e iam ter mutação. Existem evidências fortes a favor do dilúvio. Tanto científica, como fósseis e nos registros dos vários povos distantes do povo de Israel. O que você chama de absurdo é simplesmente com base em sua ideologia e na sua ignorância de história, contexto da época e da arqueologia.

    ResponderExcluir
  108. Raphael - resp. 2


    Você disse que Deus parece “um alcóolatra raivoso”. Eu te afirmo que Deus parece muito mais – um fogo Devorador. Deus mata e julga todo aquele que transgride a sua Lei. Todos são culpados diante dele. Novamente citei a Bíblia para demonstrar que ela está correta, mas você não percebeu nada das evidências que dei fora da dela?!

    Amigo, acho que você não está sabendo do que está falando, pois tanto Hitler como Stalin são exemplos da má influência do ateísmo na humanidade. Tanto Hitler como Stalin tinham ideologias ateístas, pois Hitler se baseava na filosofia de Nietzsche e Stalin com base na ideologia marxista. Portanto, mais uma vez demonstra que a Bíblia está correta quando afirma a decadência moral humana em todas as esferas.

    Agora, você comprova o meu texto quando afirma: “a natureza de um relógio e do universo são diferentes, o universo não precisa ter vindo de um ser criador, todo-poderoso, bondoso e inteligente”. Você desconhece complexidades biológicas nas células, no DNA, você desconhece a “Sintonia Fina”. Ou então você bateu o recorde de falta de inteligência diante do que eu escrevi . Você, simplesmente, confirma que ateus, como você, não têm inteligência lógico-matemática e outras, pelo visto. Ou seja, você teria que ser mesmo um ateu. Menos do que isso, impossível.

    Os cristãos são criticados por causa da sua fé, mas o que escreveu: “Talvez um dia todas essas perguntas sejam respondidas, não em um futuro próximo, talvez nem por nossa sociedade, e considerando o tamanho do universo, talvez alguma raça por nós desconhecida, já tenha desvendado. No fim a conclusão é que não sabemos.”. Só tem um conceito – fé; da mais ingênua. Você acredita que num futuro próximo as perguntas serão respondidas, mas pura fé no escuro. Nós cremos em Deus e na pessoa de Jesus Cristo. A diferença é que cremos no Criador com várias evidências e você acredita nos cientistas e nas teorias que vêm das suas próprias interpretações. Por isso, vários erros e várias teorias.

    Portanto, concluo que podemos, sim, dizer que Deus existe pelas evidências que coloquei e pela demonstração, na prática, que os ateus têm deficiência na inteligência, assim como você.

    ResponderExcluir
  109. Demonstra-me por argumentos lógico-matemáticos a existência de deus?

    ResponderExcluir
  110. Anônimo 08:15,

    Diante do texto escrito, ainda pede para eu provar com argumentos lógico-matemáticos! Comprova-se, com razão, que os ateus são deficientes nessa área.

    ResponderExcluir
  111. Conheço muitos crentes e, felizmente, não são fascistas como você. Elitismo infundado (como se existisse elitismo com funtamento) evidencia apenas a sua estupidez sobre o assunto.

    ResponderExcluir
  112. Dan,

    Você não entendeu o meu texto. Eu lhe dou um desconto porque você é um ateu.

    Note que eu jamais AFIRMEI que Gardner ensinou em alguma parte que os ateus não têm inteligência lógico-matemática. Eu disse que COM BASE na teoria de Gardner que EU afirmo que os ateus não têm a inteligência lógico-matemática. Afirmo isso e demonstro no meu texto o porquê. Exatamente como você escreveu o que Garner explicou: "A inteligência Lógico-Matemática:Os componentes centrais desta inteligência são descritos por Gardner como uma sensibilidade para padrões, ordem e sistematização. É a habilidade para explorar relações, categorias e padrões, através da manipulação de objetos ou símbolos, e para experimentar de forma controlada; é a habilidade para lidar com séries de raciocínios, para reconhecer problemas e resolvê-los".

    Isso os ateus não têm quando afirmam que Deus não existe diante de várias evidências que escrevi no meu post.

    Outro conselho: Notei que ateu de Orkut. Pesquise os livros de Gardner e não somente textos de internet.

    Você também é uma pessoa sem essa inteligência - claramente demonstrada no seu comentário.

    ResponderExcluir
  113. Anônimo gemedor das 6:17pm,

    Entendo seu gemido. Engula sua realidade. Suas palavras que houve "estupidez no assunto" contra o meu texto exposto. Lembre-se que você não refutou nada, eu, sim; e o fiz engoli-lo. Então, quem é o estúpido é você.

    ResponderExcluir
  114. Bem, como agnostica pendendo para o lado ateu, realmente me senti ofendida em algumas partes, mas convenhamos crente ou ateu ninguém gosta de ter sua inteligencia tão veemente contestada.
    Mas passados os segundos de indignação pude tentar ver mais claramente o seu texto. E após ler só consegui chegar a uma conclusão.
    Provavelmente porque sou tola demais para enxergar algo tão óbvio quanto o que você escreveu. Talvez porque ainda tenha minhas dúvidas com relação a sua hipótese. Nesse caso, você julgaria que é porque sou tola demais para compreender. Não me importo. Temos que admitir que somos todos tolos em algum ponto (não, ainda não me admito tão burra com relação a lógica quanto você pensa).
    Mas votando a conclusão, acredito que seu texto simplesmente mostra a sua visão sobre o assunto. E isso sim, é algo que deveria ser mais do que óbvio. Não chega-se a consensos tão rapidamente porque ninguém simplesmente abandona assim algo tão fixo quanto uma ideia já devidamente crescida. E isso atinge tanto os que creem quanto os que não creem.
    Você citou Albert Einstein, não conheço profundamente do trabalho dele para me dar ao luxo de fazer afirmações sem ponderar bastante. Mas há uma teoria que aprendi na escola (pode não ser muito confiável, mas é a instituição em que todos com um certo embasamento tiveram de passar) que diz que tudo depende do referencial. Novamente, não posso afirmar com toda certeza, mas se bem lembro é uma teoria que rege o universo. E de acordo com ela tudo é relativo.
    Partindo deste ponto suas crenças assim como as minhas também são relativas. Logo todo seu texto foi trabalhado em cima de um referencial que faz todos sentido para quem está olhando dele, mas que não pode ser enxergado da mesma forma por alguém que o observa de um angulo diferente. E para mim, isso sim é óbvio.
    Enfim, com todas essas linhas, talvez confusas, apenas queria dizer que seu texto só diz o que todos os crentes (por favor não leve para o sentido depreciativo da palavra) querem ouvir e todos os ateus tem asco de ler.
    É tão difícil para vocês entenderem porque não se consegue acreditar em algo tão óbvio quanto Deus, quanto para mim entender porque se crê em algo que não faz sentido algum. E isso não me torna tola nem os torna errados. Apenas nos torna o que somos, seres humanos com diferentes visões a respeito de uma mesma coisa. Totalmente vulneráveis a essa relatividade.
    E só para finalizar, uma coisinha que me deixou encucada quando li. Partindo do princípio de que seu texto fez uma bela generalização, me senti na obrigação de acreditar que você acredita que nenhum ateu distingua a fé da religião. Tirando esse peso das minhas costas, eu me permito dizer que tenho fé sim, porque acho que fé é simplesmente acreditar em algo. E só sendo muito indiferente a vida para não se crer em nada. Mas é claro não creio no ser superior. Parece papo de adolescente que acabou de descobrir o movimento hippie (e talvez seja) mas eu tenho fé no amor. E se amor é química, Deus ou um sanduiche dos dois adoraria descobrir, mas não vou me inibir de sentí-lo pela falta de respostas. Acho que amor é a resposta e acredito nele.
    MAS ainda sim, não acho que ele vá me julgá-lo quando eu morrer e dizer se devo ser feliz ou infeliz pela eternidade.

    ResponderExcluir
  115. Caro, senhor
    Mesmo sendo agnóstica (com tendência ao ateísmo), devo admitir que de certa forma acredito em sua tese. Não tenho provas concretas que confirmem a hipótese. Mas devo dizer que de certo modo sou uma evidência do que você afirma.
    Deixe-me explicar-te como cheguei à essa conclusão. Durante uma aula de física, há muito pouco tempo atrás, me encontrei com uma dificuldade imensa de entender algo que o professor explicava. Era um exemplo clássico de Leis de Newton. Durante toda a explicação fiquei apenas questionando interiormente, absolutamente tudo o que o professor falava. Desde os motivos que levavam a situação, até a própria situação. Então me lembrei de algo que já havia percebido todas as outras vezes que me encontrei em uma situação parecida. O problema estava justamente em não aceitar de forma simples o que o professor explicava. Enquanto ele o fazia meu cérebro fervilhava de questões (algumas simples, algumas complexas) e desta forma eu simplesmente não conseguia chegar a conclusão de forma simples como a grande maioria da turma. Por outro lado, nas vezes em que me dignei a simplesmente aceitar o que professor falava, sem maiores problemas, as coisas fluiram de forma simples.
    Logo após esta aula, comecei a refletir sobre o texto que você escreveu (e que havia lido a pouco tempo). Percebi que talvez essa dificuldade de entender o que é óbvio para quem acredita esteja justamente na natureza (admitindo que seja algo nato) questionadora (sem entrar no mérito de ser algo bom ou ruim, deve ficar claro) que levou o ateu a se tornar ateu.
    Continuando com meu caso, voltemos um pouco na minha história. Hoje tenho 17 anos, mas todo meu questionamento começou por volta dos 12 anos de idade. Infelizmente a memória falha em lembrar exatamente como, mas me lembro de ter ouvido alguém na escola dizer que talvez Deus não existisse e fiquei a pensar nesta situação.
    Enfim, anos se passaram e durante eles me vi em todo o tipo de crença de forma mais ou menos intensa. Já fui completamente atéia, desprezando a religião e quem a seguia, depois passei a acreditar que Deus não existia mas era uma ótima fuga para que quisesse viver em um mundo paralelo onde nada depende de nós mesmos. Então o tempo me tornou mais razoável e passei a crer que era algo além de mim, a ideia do agnosticismo para mim começa aí. Passei então a não questionar mais, e a procurar entender os dois lados. Na verdade, podemos perceber que essa mudança só foi ocorrendo a medida que amadureci o suficiente para não tomar as coisas por apenas preto ou branco.

    ResponderExcluir
  116. Continuando...
    Bem, o ponto em te contar sobre isso, é que durante todo esse tempo desde que comecei a questionar sobre isso, tudo tem sido um questionamento. Não há nada que eu não aprenda que não seja passível de ser questionado pelo minha mente. Se são questionamento sem fundamento que levarão a lugar nenhum, não sei. Mesmo porque a maior parte deles permanece sem resposta. Desta forma, me prendo às perguntas e não chego a conclusão alguma, uma vez que elas permanecem sem resposta (aceitável, por mim obviamente).
    Acredito que é justamente isso o que me leva a não simplesmente aceitar que existe um ser superior. O que a ciência não explica, para mim, ainda será explicado algum dia por alguém. Me entende? Onde as pessoas geralmente param de perguntar eu continuo. E confesso que as vezes fico dando voltas. Todos damos quando insistimos que algo simples é complicado, mas não temos resposta.
    Simples e complicado relativamente é claro.
    Bem quanto a seu texto e a forma que ele foi contruído não resta dúvidas. É polêmico em cada palavra. Mas não apenas por ser um tema polêmico (nem o é de fato) mas sim pela forma como foi escrito. O texto é irredutível. Ele não propõe. Afirma. E considerando tudo o que foi dito acima, que é o que eu acredito, não faz e nunca fará sentido para quem não acreditar de prontidão. E mesmo que questionamentos em excesso possam ser tolices, sabemos que eles são necessários. Do contrário nada (NADA) nunca teria mudado, e isso até eu, jovem inexperiente, sei.
    Com relação as citações da bíblia, apenas ajudam ainda mais no tom irredútivel. Acredito que teorias de cunho científico, como a sua, não devem se fundamentar em textos escritos por pessoas. Creio que em ciência a opinião alheia não prova nada. Novamente, não tenho certeza (por favor, não me julgue por falar coisas das quais não sou expert, até porque minha idade ainda não me permite ser doutora em nada, sou apenas uma jovem comum) mas se não estou redondamente enganda não há uma teoria em ciência que se baseie em documentos escritos por outras pessoas. Todas elas tem evidências experimentais facilmente provadas por qualquer um que deseje testá-las.
    Mas, acho que seu texto se propõe muito mais a defender a ideia alheia através de textos já escritos do que a pensar em novas evidências para ela. Isso não é uma crítica. Um conselho é que se você de fato crê nessa hipótese faça seus próprios experimentos e tire suas próprias conclusões (eu sei que soou como, mas não é um desafio nem um aviso, é só um conselho)
    Conluindo a minha linha de pensamento, o problema dessa deficiência no raciocínio lógico vem justamente do alto (realmente muito alto) nível de criticidade do ateu. Que é o que o leva não crer em Deus e não aceitar algo que seja dado como simples e óbvia verdade. Logo, essa deficiência na inteligencia lógico-matemática é causada pelo desenvolvimento acentuado (muito acentuado) da habilidade de questionar. Fundamento isso em leituras que já fiz (não posso citá-las, mas já são de conhecimento geral) que dizem que a falta de uma habilidade levam a um maior desenvolvimento de outra. O que acho que entra na lei causa-consequencia (se olhada de um nível mais amplo que o puramente matemático)
    Considerando a minha conclusão, surgiu uma outra pergunta: nesse caso teriam aqueles que crêem em um ser superior, uma menor criticidade?
    É claro que todas essas linhas descreveram apenas uma hipótese, que é apenas uma ideia que me surgiu. Sinta-se a vontade para criticá-la da forma que achar melhor, usando do bom senso que você como alguém maduro que já estudou bastante deve ter (muito mais que eu)
    PS: Espero não ter soado irônica em nenhum momento pois, apesar de sarcasmo e ironia ser algo nato, hora alguma quis iniciar uma discussão sem fundamento baseada apenas em quem ofende mais quem. Espero resposta.

    ResponderExcluir
  117. Tempos Modernos -1,

    Quero, primeiramente, desculpar-me pela demora da resposta à sua pergunta que me pareceu bem sincera. Tenho muitas atividades. A todos aqueles que postam com sinceridade, estou pronto para dialogar e trocar ideias.

    Primeiramente o que questionei não foi a inteligência total de uma pessoa ateia, mas apenas um aspecto das inteligências, conforme Gardner formulou. No caso de ateus, falta-lhe a lógico-matemática. Foi isso que tentei passar e provei.

    Depois, acredito que os agnósticos são mais sinceros que os neo-ateus, pois admitem um ser ou coisa superior, diferente daqueles, que de uma forma absurda, tiram a total possibilidade ou colocam para a mínima possibilidade de sua existência.

    Sinto pelo choque, mas a verdade nos choca quando nos deparamos com ela e o mais nobre de sua parte é que você está tratando como toda pessoa com responsabilidade com a razão e com a coerência dos argumentos lógicos tem que fazer – analisar, mesmo com uma certa dúvida. Você demonstra claramente que o ateísmo e agnostiscismo são simplesmente ideologias, pois você mesmo disse que “acredita em algo”, no amor. Se você acredita no amor que é apenas um sentimento e que ninguém nunca viu nem se pode colocá-lo em um laboratório, por que você não acredita em Deus que se pode comprovar com evidências na natureza e até em laboratório como as máquinas biológicas e o DNA? Isso demonstra que o seu problema não é falta de evidências, mas de posicionamento ideológico.

    Você falou em Albert Einstein e afirma que sabe pouco sobre ele, eu posso dizer o contrário. Li tudo que se tem dele em língua portuguesa, alguns em língua inglesa e documentários. Portanto, posso afirma para você que ele, mesmo sendo o autor da teoria da relatividade, acreditava em Deus e até criticava os ateus como citei no meu texto e a fonte.

    Quando você fala da teoria da relatividade e fala do referencial, você esquece que a velocidade dada por Einstein era absoluta – e que toda a teoria de Darwin da relatividade era baseada na sua famosa fórmula E=m.c2 (sendo “c” a velocidade da luz).

    Isso quer dizer que, para Einstein, o absoluto não era o referencial, mas a velocidade que transformaria a massa em energia pura. Diferente de Newton que o referencial era absoluto como demonstrado na sua primeira lei.

    Portanto, a teoria da relatividade não pode fundamentar relativismo, já que Einstein apenas trocou os absolutos e não os anulou. Até porque Einstein morreu procurando fazer o que ele chamava a fórmula do “Tudo”.

    Depois, referencial sempre vai ser relativo mesmo. Cabe a nós sabermos se eles são de fato verdadeiros ou não. Nesse caso, os argumentos poderão falar mais alto. Por exemplo, se você está numa posição enxergando algum objeto e eu de outra, o que vai ser verdadeiro é aquele que trouxer maior argumento lógico que descreva esse objeto.

    No meu caso, eu trago os argumentos que o meu referencial está correto, cabe vocês mostrarem o de vocês que me parece nulo.

    ResponderExcluir
  118. Temos Modernos - 2,

    Por incrível que pareça, eu não escrevi para crentes, pois os que tem deficiência de inteligência não são eles, mas ateus. No entanto, quando você afirma que Deus “NÃO FAZ SENTIDO ALGUM”, você se enquadra, sim, ao grupo que têm um problema sério de inteligência lógico-matemática (por favor, também não quero ofendê-la). Dizer que se tem alguma dúvida, eu entendo, mas dizer que Deus não faz sentido algum diante de tantas evidências que eu escrevi. Só posso entender duas coisas com essa afirmação: ou você não leu (gostaria que fosse essa) ou você tem o problema acima falado e será vão falar alguma coisa mais.

    Eu sei perfeitamente que os ateus creem, pois somente alguém que tenha tamanha fé pode desprezar evidências que nenhum dos grandes gênios desprezou e acreditar que toda essa complexidade tenha vindo de um acaso estúpido impessoal.

    Quem falou para você que amor é química descreveu-o com o maior simplismo que alguém possa ter feito. O amor designado como sentimento ou praticidade não precisam de mistura, mas de disposições mentais ou de pessoalidade.

    Portanto, Tempos Modernos, você não está sendo moderna, mas apenas repetindo e sofrendo com o que há de mais antigo nesse mundo – perda da racionalidade e do bom senso.

    Espero que tenha respondido. Bom seria se pudéssemos conversar com mais tempo para tirar algumas dúvidas. Um abraço.

    ResponderExcluir
  119. Jaqueline - 1


    Querida senhorita Jaqueline Pereira, quero parabenizá-la pela forma e pela maturidade como postou. Mais que muitos de idade maior que a sua que passaram nesse site e olha que é lido no mundo todo.

    Senhorita Jaqueline, gostaria, primeiramente, de afirmar que questionar é nobre. É o que o ser humano tem de mais lindo. Esse pensar que fez Aristóteles afirmar que o homem é o “animal político” superando os demais animais com o λόγος, enquanto os animais têm apenas o φονή. Saiba que eu sou um pensador. Por isso que sempre estudei filosofia, graduando-me nessa e sendo professor dessa disciplina.

    Foi o ato de pensar que me levou ao Cristianismo, pois ele foi o único que me trouxe respostas coerentes da existência, fazendo-as de uma forma monolítica. Isso significa que o Cristianismo me trouxe respostas que unificaram criação, sentido de existência e verdade (referencial epistemológico).

    Portanto, o ato pensar não leva ao ateísmo, mas a Deus e ao Cristianismo, quando se aprofunda de uma forma maior. Foi que levou a muitos ateus a encontrarem respostas no cristianismo como C. S. Lewis e muitos outros escritores. Foi o pensar que muitos gênios como Leonardo da Vinci, Pascal, Einstein e outros chegaram a conclusão de um ser inteligente superior.

    Você precisa ler e estudar sobre filosofia da ciência. Precisa saber que a ciência é tremendamente limitada e que explica poucas coisas dentro do rigor científico. Precisa aprender que teorias não podem ser consideradas como prova de nada, pois partem de hipóteses que ainda se precisa fundamentar pelas evidências para declarar-se como um fato científico. Leia sobre Karl Popper e a falseabilidade da ciência.

    Você falou que “o que a ciência não explica, um dia vai explicar”. A ciência tem explicado. Você que está desatualizada em vários assuntos, embora que eu entendo porque ainda é jovem. No entanto, entendo que é um terreno que deva pisar com humildade, pois sinto seu total despreparo como você mesma afirmou.

    A ciência explicou que existem “Complexidades Irredutíveis”, a ciência explicou que existem informações criptografadas de alto nível no DNA, a ciência explicou que existem verdadeiras máquinas biológicas nas células como o flagelo bacteriano e a molécula de ATP; a ciência explicou que existe a sintonia fina no universo, fórmulas matemáticas em flores, frutas e nas galáxias; a ciência explicou que existem complexidades nos momentos mais antigos da existência da vida como a explosão Cambriana; a ciência explicou a complexidade do ribossoma, fazendo questionar até os cientistas chamam da teoria do “Mundo do DNA”. Tudo isso é evidência clara que existe um ser inteligente. Quem não aceita é porque tem um problema de inteligência como escrevi (não quero ofendê-la, por favor, mas tenho que lembrar o que escrevi).

    ResponderExcluir
  120. Jaqueline - 2,

    Acerca das teorias, você está redondamente enganada, sim. Todas as teorias precisam ser postuladas por pessoas e escritas. Como você acha que Darwin formulou a sua teoria? Quando Darwin escreveu seu livro A Origem das Espécies em 1959, a célula não era quase conhecida. Sabia-se apenas que ela era um protoplasma simples e o DNA não tinha sido conhecido. Darwin tinha apenas as evidências interpretadas por ele em sua viagem ao redor do mundo. Dessas evidências vários equívocos e até erros com respeito a sua teoria tem sido escritas por cientistas de várias vertentes.

    Segundo Popper, uma teoria jamais pode ser considerada evidência em si porque ela deve ser colocada em teste, o que ele chamou de falseabilidade. Ela sendo falseada, parte-se para outra. Assim, o cientista usa os mesmos critérios religiosos, pois ele vê evidências, acredita que seja algo e formula uma hipótese, depois busca evidências para fundamentar sua hipótese. Você acha que os cientistas têm um vídeo do primeiro ato do Big Bang? De uma espécie evoluindo? Tudo isso ainda está no nível da ciência da filosofia. Os cientistas precisam acreditar nas suas interpretações e você acreditar que eles estão corretos e honestos. Por isso que existem sempre artigos científicos que demonstram erros de teorias e até formulações erradas.

    Eu citei a Bíblia para demonstrar que essa minha ideia não é nova. Há muito tempo os escritores do Velho Testamento e do Novo Testamento já falavam que os ateus são néscios e anulam a razão nas suas concepções.

    Portanto, não querendo ofendê-la, você não está em condições de aconselhar nesse blog. Por dois motivos. Primeiro, pela sua falta de conhecimento científico, filosófico e até de argumentação claramente expostos (como você mesmo admitiu); segundo, por que é você que está na berlinda aqui. Quem está provando que você tem deficiência em inteligência sou eu. Para provar o contrário, precisa refutar cada um dos argumentos científicos que coloquei, caso contrário, o título se enquadra a você também.

    Quero dizer a você que o problema e deficiência do ateu não é por que ele pensa e tem nível de criticidade, mas é porque não aceita o óbvio, não consegue concatenar as ideias lógicas do cosmos. Eu quero até dizer que um ateu não tem criticismo para o cosmo como demonstrei no texto. O problema do ateu não é o questionamento, mas as respostas absurdas e irracionais que preferem dar a evidências contundentes e lógicas.

    Já o teísta é coerente quando ele questiona de onde tudo surgiu e vê que existem sistemas, máquinas, sequências, informação criptografada no universo e chega a uma conclusão que existe um ser inteligente por trás de tudo isso. O ateu, ao contrário, questiona, mas afirma o patético, o absurdo que tudo isso veio de impessoalidade, de forças naturais. Isso nunca foi ou é inteligente nem vem de alguém que use o raciocínio lógico.

    ResponderExcluir
  121. Jaqueline - 3,

    Quanto à sua pergunta se aqueles que creem têm uma menor criticidade, você precisa conhecer mais sobre a história da ciência e da filosofia. Você acha que Aristóteles, Galileu, Newton, Kepler, Leonardo da Vince, William Harvey, Pascal, Einstein, Francis Colins e muitos outros cientistas e filósofos como Agostinho, Aquino, Kant, Hegel não tinham criticidade? Agora, olhe os líderes ateus de hoje e compare com esses homens e sinta a vergonha, pois eu sentiria.

    Ao contrário, quem crê em um ser pessoal tem um senso crítico aguçado, pois percebe que o Cosmos precisa de uma inteligência. Essa percepção vêm por uma análise lógica que o caos não forma sistemas, acaso não cria máquinas e informação precisa de uma fonte pessoal. Quem não tem essa percepção, sofre de um profundo problema de inteligência e suas mentes passam a ser nulas e néscias.

    Portanto, senhorita Jaqueline, considero você uma pessoa que é inteligente para algumas outras áreas, questionadora, crítica, mas não com inteligência lógica-matemática. Isso faz grande diferença. Ser crítico não basta, mas ser inteligente com essa crítica, sim. Cabe a você entender que existem respostas e que as nossas mentes podem descansar. O problema é se você as aceita ou segue como os demais ateus para o caminho da obtusidade dos pensamentos e da falta de inteligência. Um abraço.

    ResponderExcluir
  122. Cada coisa que lemos pela internet...

    a inteligencia nunca veio atravez da crença em um amigo imaginario, quando um ser conversa sozinho todos o julga doente mental mas ai as pessoas falam sozinhas dizendo ser uma oraçao ai ja nao eh mais doente mental, na boa e ainda dizem q os ateus sao menos inteligentes... eu sinto vergonha da população pois maioria falam com um amigo imaginario, tem medo de agir sozinhos, pedem ajuda pro inexistente, dão dinheiro q ralam o mês todo pra ganhar pra garantir um lugar em um "paraiso" inexistente, deixam d viver sonhos pra agradar o amigo imaginario deles, sacrificam tudo pra agradar um ser de uma historia de ficçao antiga e agora dizem que os menos inteligentes sao os ateus...

    abra sua mente, os criadores somos nós, criamos um deus pra nos escondermos, para nao nos sentirmos sozinhos, para quando falharmos podermos dizer "deus sabe o melhor pra mim" "nao deu certo pq deus nao quis" ah véy na boa...

    ResponderExcluir
  123. e Francisco Mário como vc disse
    "quem crê em um ser pessoal tem um senso crítico aguçado"

    ok sou ateu e creio em um ser pessoal q no caso esse ser sou eu, creio na minha capacidade...

    ResponderExcluir
  124. aa,

    Todo seu seu pressuposto está baseado na não-existência de Deus. No entanto, você não conseguiu e nem consegue comprovar isso. Portanto, seu texto é completamente nulo. Porém, eu, sim, demonstrei, através do meu texto, que existem evidências contundentes para existência de Deus.

    Esse amigo não é imaginário, ele é real. As evidências estão aí na sua cara, mas você é "tapado" e "sem inteligência".

    Quanto às frases, aconselho a não usá-las em momento algum, pois Deus quer o pior para você (até esse momento), pois o seu problema de inteligência já vem do juízo de Deus e da situação de juízo diante dele.

    Você termina dizendo isso: "ok sou ateu e creio em um ser pessoal q no caso esse ser sou eu, creio na minha capacidade...". Eu, pelo menos, não acredito em sua capacidade porque você é um ateu (e fraco) e nem mesmo você acredita em você mesmo. A prova disso é que você nem quis se identificar, apenas colocou um nick idiota "aa"

    ResponderExcluir
  125. Mais um post: http://fcomario.blogspot.com.br/2012/04/religiao-e-ateismo.html

    ResponderExcluir
  126. Ainda no anonimato26 de maio de 2012 16:42

    Polêmicas à parte, seu argumento tem uma estrutura interessante. Meio que a prova de balas. Se alguém discordar é desprovido da inteligência necessária para entendê-lo, se concordar, excelente, você apresenta inteligencia lógico-matemática.
    Acho a discussão entre crentes e descrentes ridiculamente interessante e divertida. Ambas as partes ficam tentando provar com suas teorias quem é melhor que quem, quando na verdade somos todos apenas diferentes.
    Desencana, até porque mesmo que não seja em um Deus todos temos fé em alguma coisa e a fé é o que importa.

    ResponderExcluir
  127. Ainda no Anonimato,

    Enquanto você tem fé em "alguma coisa", eu tenho fé em um Ser pessoal que criou o mundo com várias evidências sobre si mesmo.

    ResponderExcluir
  128. Mais um defensor do criacionismo levando incautos a uma discussão sobre o nada!
    Uma tentativa de pesca?
    Na dúvida é peixe que vai pra frigideira?
    Só p/ incautos!
    Bom para mim que sou um besta, um burro falante, posso me dar ao luxo de vestir esta carapuça para satisfazer sua insanidade, serei eu um criminoso, quantos terei eu matado?
    Não preciso ser acusado para entender que sou odiado, que fui acusado, julgado e condenado!
    Eis por que argumentar com criacionistas é pura perda de tempo, mesmo este não existindo , salvo como referencia lógica incompreensível!
    Questiona a inteligencia do Ateu qualificando-a como ?
    Nada de preconceito ele diz?
    Tudo em defesa da moral absoluta, o deus ao qual defende!
    Em nome de deus tudo se faz permitido , até ofender?

    ResponderExcluir
  129. Lucabi,

    Você não foi odiado, nem acusado e nem condenado. O que eu postei foi a mais pura realidade, demonstrada de uma forma explícita nas ciências e filosofia, que há uma grande dificuldade de um ateu em pensar de uma forma proposicional com algumas inteligências postuladas por Gardner.

    A verdade ofende quando ela desvenda o que somos. Deixei bem claro que estou fundamentado pelas Escrituras em demonstrar que a negação de Deus diante de tantas evidências é deixar de usar a inteligência ou tolice. Mostrei que é verdade. Portanto, eu entendo sua frustração em se deparar com quem você é nesse texto. É duro isso! Mas não chore, não fique fazendo beicinho. Isso passa.

    ResponderExcluir
  130. A questão de ser ateu ou não, está no fato de se acreditar em uma determinada divindade ou não(seja existindo uma biblia ou não). Não entendo o porque, mas ambos os lados travam uma "guerra" onde um tenta convencer o outro do contrário, o ateu de que os deuses do outro não existem, e o teista de que o seu deus, ou um deus qualquer existe. O proprio texto, colocado aqui pelo seu autor, toma a posição de querer impor determinado assunto sobre o aspecto biblico, ou seja, um unico foco.
    Eas outras biblias, e os outros deuses? ou seja a mesma ladainha e batalha de sempre.... nao muda.

    ResponderExcluir
  131. Anônimo 16 de outubro,

    O "texto colocado aqui pelo seu autor" não falou só na Bíblia, mas foi fundamentado em evidências científicas e filosóficas. Ou você não leu o texto todo, que já demonstra uma pessoa preguiçosa e preconceituosa ou sua mente não conseguiu perceber o óbvio, tendo, portanto, a mesma inteligência de um ateu.

    ResponderExcluir
  132. .


    Texto estúpido e sem a menor lógica baseado no "achismo" ou no ponto de vista particular de uma pessoa. Ateísmo, termo cunhado por não ateus, significa não acreditar em deuses ou outros seres místicos. Se não acredita em "Shiva", em "Inti", Saci Pererê ou num deus judeu, torna mais burro que um crente de qualquer coisa? Mário Magalhães, você é um caso típico de etnocentrismo.


    .

    ResponderExcluir
  133. Geraldo,

    Obrigado por confirmar mais ainda meu texto: "Texto estúpido e sem a menor lógica baseado no "achismo"".

    ResponderExcluir
  134. Eu tenho uma sugestão para todos aqueles que ainda acreditam que a bíblia e inerravel e a verdade etc. Trata-se do livro "The Bible Unearthed" de autoria de dois professores e catedráticos de arqueologia e interpretação histórica, Israel Finnkestein e Neil Silberman. Nas suas mais de 400 paginas bem documentadas postulam a total falta de evidência (para não dizer a falácia) da narrativa bíblica em seus pontos cruciais com argumentos e provas materiais insofismáveis. Infelizmente o livro ainda não foi publicado aqui, e nem acredito que uma editora teria coragem de faze-lo. Mas para todos aqueles familiarizados com a língua inglesa(como eu acredito ser caracteristica do mui culto autor deste blog) resta o consolo de ter a mão um dicionário. Mas aconselho, não basta ser culto nem inteligente, tem que ter e mente aberta e porosa. Se e que ele me entendeu.

    ResponderExcluir
  135. Geraldo e Regina Maria,

    A vocês que são "criancinhas" e "meninos" no estudo de manuscritos e história bíblica, saibam que a Bíblia é comprovada por geração de judeus, manuscritos antigos e provas arqueológicas em Israel e fora dele. A inteligência de vocês que chamam de "provas" que a Bíblia é uma farsa é a mesma daqueles que afirmam que existem "provas" para a Teoria evolutiva de Darwin. Tudo afirmam "provas", mesmo sem entender ou pesquisar a respeito.

    Depois, a inteligência de vocês não foi o bastante para perceber que vocês estão fora do tema que é "ateísmo". Mesmo que a Bíblia tenha sido escrito por um besouro, ela acertou em registrar que ateus como vocês têm a mente de um sapo em algumas áreas. A prova está nesses comentários.

    E mesmo que a Bíblia tenha sido escrito pelo Professor Pardal, ela acertou e nada em absoluto vai contra a existência de Deus.

    ResponderExcluir
  136. Excelente texto, eu ja tenho um tempinho de debate com neo ateus, e li empolgado cada linha, pois acho que presenciei tudo ai escrito, e concordo com 100%

    ResponderExcluir
  137. Eu não sou ateu, mas tbm não sigo uma religião tradicional acredito muito no pensamento que Einstein defendia. Realmente ao meu ponto de vista parece que existe um criador. Mas agora pra falar bem a verdade nunca vi tanta asneira escrita em um só texto, de fato li apenas os dois primeiro parágrafos e resolvi parar quando vi algo q é notório no seu blog, a manipulação de texto cientifico à sua vontade distorcendo ou interpretando pequenos trechos fora de contexto. Pra terminar gostaria de ressaltar q não me interessa entrar em discussão com alguém que se encontra em um estado de perfeição intelectual ( que eu particularmente chamaria de arrogância cega) na qual não aceita que nem ao menos um paragrafo de seu texto esteja errado. Mas deixo a seguinte pergunta, quer dizer então q aqueles q migram entre o ateísmo e teísmo ganham inteligência extra da noite pro dia? ou será então que pra um ateu ir bem na prova de matemática é só dar uma rezada antes e se converter?

    ResponderExcluir
  138. Anônimo, eu nunca vi um texto tão cheio de contradição, hipocrisia e mediocridade. Vejamos:

    Primeiro, você me critica pela arrogância, dizendo que eu demonstrei “estado de perfeição” e chama meu texto de “asneira” e que leu apenas dois parágrafos. Como você julga meu texto como uma manipulação do texto científico se somente leu dois parágrafos dele? Por que não demonstrou em que parte do texto e qual texto foram manipulados, já que coloquei todas as fontes? Como pôde julgar fora de contexto meu texto se somente leu apenas 2 parágrafos? Isso demonstra que você é completamente incoerente e medíocre.

    Sua pergunta no final teria sido respondida, se você fosse inteligente e culto para, pelo menos, ter lido meu texto até o fim. Eu explico de uma forma bem clara que não se trata da falta de capacidade de fazer contas ou fórmulas de matemática, mas de uma percepção disso no universo.

    Mas percebi que, apesar de que você tenha dito que não é ateu, tem uma mente medíocre. Ainda bem que você afirmou que não é ateu, pois se fosse, seria pior.

    ResponderExcluir
  139. Bem, tive o prazer de analisar o seu texto, e me desculpe amigo mas falta muito para que seja validado o que pensa. Vou tentar te explicar, porém acredito que não vá aceitar. Se for uma pessoa de mente aberta quem sabe.

    1. A conclusão de Howard Gardner, não diz que ateus sofrem com a inteligência lógica-matemática e visio-espacial.

    2. Einstein não se refere a Deus da mesma forma que o senhor se refere (http://clavedosul.blogspot.com.br/2015/02/carta-em-que-albert-einstein-diz-que.html) Além do mais Einstein as palavars de Einstein em relação a deus: "Em 1929, ele disse que acreditava no 'Deus de Spinoza', que se revela na harmonia de tudo o que existe", e, na década de 1950, ele escreveu: "Se há algo em mim que pode ser chamado de religioso, é a admiração ilimitada pela estrutura do mundo, à medida em que a nossa ciência pode revelá-lo", acrescentou.

    3. Suas falácias:

    (A) O ateu e a sua dificuldade de percepção lógica do cosmos e da natureza.

    Isto é estranho pois William Lane Craig afirma que 'Seus argumentos dedutivos não provam a existência de deus, mas apontam nesta direção'. Ele como teísta sem duvidas deve discordar de sua posição como o próprio Bertrand Russel ou o agnóstico Tysson Degrasse. Sua primeira afirmação não se sustenta e somente tem certa validade em seu contexto contra ateus em um nível de conhecimento muito baixo. Já que, ateus como eu, que não se encontram neste nível, possuem um ótimo conhecimento sobre os cosmos, e suas implicações matemáticas, físicas e etc.

    O problema neste caso, não são os ateus que possuem tal conhecimento, mas aqueles que não possuem que são vítimas de sua arrogância. Porém o que ignora são os teístas que ignoram o cosmos e aceitam sem questionar o que é posto em suas bocas. Neste caso a facilidade leva a cometer erros simples como o do senhor.

    (B) O ateu e sua dificuldade de percepção teórica e filosófica

    E os teístas que possuem pouca percepção teórica e filosófica, aonde fica?

    (C) O ateu e sua dificuldade de percepção sobre fé

    Sério? Vamos ver se isso é verdade:

    - O que é a Fé e para que serve: http://religiaoeateismo.blogspot.com.br/2015/04/o-que-e-fe-e-para-que-serve.html

    - É possível conciliar razão e Fé? http://religiaoeateismo.blogspot.com.br/2015/05/e-possivel-conciliar-razao-e-fe.html

    - A Fé e o argumento do Deus das LAcunas: http://religiaoeateismo.blogspot.com.br/2015/04/o-argumento-sobre-o-deus-das-lacunas.html

    - Deus é um sentimento: http://religiaoeateismo.blogspot.com.br/2015/04/erros-teistas-e-nosso-direito-de.html

    - Porque as Pessoas Acreditam em Deus?: http://religiaoeateismo.blogspot.com.br/2015/04/segredos-da-mente-crenca-em-deus-porque.html

    Isso deve ser o suficiente.

    ResponderExcluir
  140. Gabriel,

    A sua inteligência achou que esse texto me refutou? Isso ratifica mais ainda meu texto sobre a inteligência dos ateus.

    1) Eu não disse que Gardner falava isso sobre os ateus. Eu me baseei na teoria das inteligências múltiplas de Gardner. Mas como você não tem inteligência suficiente como demonstrei claramente, nem percebeu. Depois, demostra que conheceu Gardner do meu texto ou de alguma refutação por aí.

    2) Einstein não era ateu. Isso é muito claro para qualquer pessoa que estude seus escritos. Dei a referência de um livro baseado em suas anotações, enquanto você traz de sites duvidosos. Einstein tem até uma referência em uma Bíblia.

    3) Os ateus têm muita dificuldade de percepção matemática-espacial no Cosmos. Demonstrei claramente diante da dificuldade de percepção do óbvio de evidências na física, na matemática e na biologia.

    4) Falar da fé é fácil, mas demonstrar conhecimento e coerência sobre ela são outra coisa

    O engraçado que seu texto apenas confirma que os ateus são conforme o que demonstrei com provas.

    ResponderExcluir